O conceito psicanalítico de morte e luto: uma perspectiva freudiana

Autores

  • Roberta Cristina de Oliveira Saçço UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

Palavras-chave:

Psicanálise, luto, trauma, ficção, testemunho

Resumo

Este artigo procura descrever os conceitos de morte e luto com base nos estudos psicanalíticos de Sigmund Freud. De forma paralela analisaremos o romance “K. Relato de uma busca” de Bernardo Kuscinski. O autor é irmão de Ana Rosa Kuscinski, desaparecida política na época da ditadura civil-militar de 1964-1985. Nosso objetivo é investigar as consequências da morte violenta na estrutura psíquica dos familiares dos sobreviventes. Com esse recorte, buscamos compreender os sentimentos e os sintomas do processo de luto.

Biografia do Autor

Roberta Cristina de Oliveira Saçço, UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

Possui graduação em Letras (2006) e mestrado em Estudos Literários(2016), ambos pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Atualmente é doutoranda do PPG - Estudos Literários UFJF. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura, Identidade e Outras Manifestações Culturais, atuando principalmente nos seguintes temas: representação literária do trauma, teoria do testemunho e memória da violência.

Downloads

Publicado

28/02/2018

Como Citar

Saçço, R. C. de O. (2018). O conceito psicanalítico de morte e luto: uma perspectiva freudiana. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 2(13), 5–15. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/2228