“Nossa! eu nunca tinha parado pra pensar nisso!” – gênero, sexualidades e formação docente

Visualizações: 771

Autores

  • Anderson Ferrari
  • Roney Polato de Castro UFJF

Resumo

O artigo pretende estabelecer um diálogo entre a formação docente e as questões de gênero e sexualidades, tomando como análise a proposta de uma disciplina para o curso de graduação em Pedagogia de uma Universidade Pública Federal, cujo enfoque centrava nestes temas. O que as discussões de gênero e sexualidades e a introdução delas num curso específico nos possibilitam pensar em termos de potencialidades e desafios para a formação docente? Quais as implicações políticas e culturais de incluirmos as questões relacionadas a gênero e sexualidades nos currículos de formação inicial de professoras\es? Tomamos como fundamentação teórico-metodológica os estudos Pós estruturalistas e a perspectiva Foucaultiana, assumindo que a produção de subjetividades se faz por práticas discursivas e não-discursivas, num determinado contexto cultural e histórico, mediados por relações de poder – no caso, a proposta de uma disciplina no curso de Pedagogia de uma Universidade Pública.

Palavras-chave: Formação docente. Gênero e sexualidades. Perspectiva pós-estruturalista.

Downloads

Publicado

19-12-2012

Como Citar

Ferrari, A., & de Castro, R. P. (2012). “Nossa! eu nunca tinha parado pra pensar nisso!” – gênero, sexualidades e formação docente. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 3(7), 69–83. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/interfaces/article/view/573