De galpão em galpão: uma leitura da cultura ervateira

Ana Patricia Pícolo, Eliane Maria de Oliveira Giacon

Resumo


O artigo pretende apresentar a obra de Hélio Serejo sob o viés da memória, que é uma das características deste escritor de Mato Grosso do Sul. Uma das obras De Galpão em galpão(1962) conta de forma memorialística como viviam os ervateiros na porção sul do antigo estado de Mato Grosso. A memória do escritor em crônicas, apresenta um momento único, que retrata como viviam os ervateiros, um dos símbolos do estado.


Texto completo:

PDF


ISSN: 2237-8332