TEMPESTADE DE TINTAS: ANITA MALFATTI – AVANT-GARDE DA AVANT-GARDE

Autores

  • Émile Cardoso Andrade Universidade Estadual de Goiás
  • Michelle Santos Universidade Estadual de Goiás

Palavras-chave:

Anita Malfatti, Modernismo, Semana de 22

Resumo

O objetivo deste artigo é compreender de que forma o nome de Anita Malfatti se relaciona com a Arte Moderna brasileira e, sob quais circunstâncias, a pintora passou a transformar o contexto cultural de São Paulo e congregar outros tantos nomes brasileiros em torno de seu trabalho. Além disso, é necessário entender o que resultou desta junção de intelectuais após a fatídica exposição de 1917, pois, a partir daí, uma espécie de “espírito moderno” toma conta dos artistas brasileiros que decidem romper com o padrão estético vigente na época.

Biografia do Autor

Émile Cardoso Andrade, Universidade Estadual de Goiás

Possui graduação em Letras Português pela Universidade de Brasília (2002), mestrado em Literatura pela Universidade de Brasília (2006) e doutorado em Literatura pela Universidade de Brasília (2011). Atualmente é professora da Universidade Estadual de Goiás. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura e outras mídias, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria literária, literatura brasileira, literatura e história, literatura e audiovisual. Líder do GPTEC: Grupo de Pesquisa em Imagens Técnicas. Suas últimas publicações em revistas científicas giram em torno do papel da internet nas relações contemporâneas, a partir do filme Medianeras, de Gustavo
Taretto (Revista GEMInIS), e da literatura do escritor português José Saramago (Revista Via Litterae)

Michelle Santos, Universidade Estadual de Goiás

Graduada em História pela Universidade Estadual de Goiás (2005) e mestre em História Cultural pela Universidade de Brasília (2008), com trabalhos desenvolvidos sobre o Brasil
novecentista e a relação entre imprensa e história. Foi professora substituta na UnB, lecionando na área de História Social e Política Geral (séculos XIX e XX). Atualmente é professora titular de História Contemporânea, Estágio Supervisionado I e Leitura e Produção de Texto na Universidade Estadual de Goiás. Possui experiência em ensino, pesquisa e extensão, com ênfase nos seguintes
temas: história e cidade; história do trabalho no século XX; Literatura, Cinema e Holocausto; história da estética; uso dos recursos audiovisuais e da ficção no ensino de História. Atuou em catalogação de Acervos Históricos durante 3 anos. Líder do GPTEC: Grupo de Pesquisa em Imagens Técnicas. Suas últimas publicações em revistas científicas giram em torno do papel da internet nas relações
contemporâneas, a partir do filme Medianeras, de Gustavo Taretto (Revista GEMInIS), e da estética educativa do diretor de TV Luiz Fernando Carvalho (Revista Eletrônica - Expedições: Teoria da História e Historiografia).

Downloads

Publicado

11/04/2019

Como Citar

Andrade, Émile C., & Santos, M. (2019). TEMPESTADE DE TINTAS: ANITA MALFATTI – AVANT-GARDE DA AVANT-GARDE. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 7(7). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/3494