EM DIÁLOGO: AS “GUERRAS” DE NETTO E CAMISÃO

Autores

  • Emilio Davi Sampaio Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS)
  • Zélia R. Nolasco dos S. Freire Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS)

Palavras-chave:

Literatura Comparada, Novo romance histórico, Guerra do Paraguai

Resumo

Resumo: O presente artigo pretende estabelecer uma análise comparativa entre dois personagens históricos: o coronel Carlos de Morais Camisão e o general Antonio de Souza Netto, que figuram em duas obras da literatura brasileira: Avante, soldados: para trás (1992) de Deonísio da Silva e Netto perde sua Alma (1995) de Tabajara Ruas. Com o objetivo de desvelar se as respectivas histórias dos protagonistas possuem pontos de encontro, e como essa relação se apresenta no contexto dos enredos. Para isso, determinamos alguns fatores comuns às duas obras e aos dois protagonistas para estabelecermos uma análise comparativa, são os seguintes: amigos, amores, derrotas, horrores e morte. Por se tratar de uma guerra quase sempre nos registros predominam assuntos não tão felizes. São obras que fazem parte da teoria do novo romance histórico e que foram escritas não somente para registro, mas sim, como forma de reescrita desses acontecimentos sob uma nova perspectiva, a de revisão, o que por si só já instaura um processo seletivo desses acontecimentos, realçando ou minimizando o que preferirem.

Downloads

Publicado

11/04/2019

Como Citar

Sampaio, E. D., & Freire, Z. R. N. dos S. (2019). EM DIÁLOGO: AS “GUERRAS” DE NETTO E CAMISÃO. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 9(9). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/3516