O ato de ler: contribuições da filosofia da linguagem e teoria histórico-cultural

Autores

  • Andreia Oliveira Dos Santos Instituto Federal de Rondônia-IFRO
  • Sirley Leite Freitas Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Rondônia. https://orcid.org/0000-0003-0446-135X
  • Cyntia Graziella Guizelim Simões Girotto UNESP/Campus Marília

Palavras-chave:

Leitura. Ensino. Filosofia da Linguagem. Teoria histórico-cultural.

Resumo

O artigo trata, inicialmente, sobre o ato de ler e suas implicações para o ensino da leitura com base na filosofia da linguagem e teoria histórico-cultural. Para isso nos ancoramos nos aportes teóricos de Foucambert (2008), Jolibert e col. (1994), Solé (1998), Silva (2002), Vigostski (1991) e Volóchinov (2017). O artigo partiu das seguintes problematizações: “Como o ato de ler é concebido por distintos pesquisadores da temática?” e “Quais as contribuições da teoria do círculo de Bakhtin e da histórico-cultural para o ensino da leitura?”. As respostas indicam que o ato de ler deve ser concebido como um processo dialógico que envolve a interação leitor, texto, autor, permitindo assim a construção dos sentidos, e que tanto uma quanto a outra contribuem para melhor entendermos o ensino dos atos de ler.

Biografia do Autor

Andreia Oliveira Dos Santos, Instituto Federal de Rondônia-IFRO

Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" campus de Marília (2018). Mestra em Educação Escolar pela Universidade Federal de Rondônia (2015). Pós-graduada em Linguística Aplicada ao Ensino de Língua e Literatura pela Faculdade de Rolim de Moura (2008). Licenciada em Letras /Literatura pela União das Escolas Superiores de Cacoal (2005). Professora do Instituto Federal de Rondônia desde 2014 onde além de atuar como docente de Língua Portuguesa, executa projetos de pesquisa e extensão na área de leitura literária infantil e contação de histórias. É integrante dos grupos de pesquisa: Grupo de Pesquisa em Estudos literários e Grupo de Pesquisa Processos de leitura e de escrita: apropriação e objetivação.

Sirley Leite Freitas, Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Rondônia.

Doutoranda em Educação pelo O Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Filosofia e Ciências, da Universidade Estadual Paulista (UNESP/Campus Marília), Mestra em Educação Escolar pelo Programa de Mestrado Profissional em Educação Escolar pela Fundação Universidade Federal de Rondônia-UNIR, Pós-graduada em Pedagogia Gestora com ênfase em Administração, Orientação e Supervisão Escolar pela Faculdade de Ciências Aplicadas de Santa Catarina (2005) e em Metodologia e Didática do Ensino Superior pela Faculdade de Informática de Ouro Preto do Oeste (2009), Graduada em Pedagogia pela Fundação Universidade Federal de Rondônia-UNIR (2004) e em Direito pelo Centro Luterano de Ji-Paraná (2009). Professora do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Rondônia-IFRO na área de pedagogia. Tem experiência nas áreas de Educação e Direito, com ênfase em formação docente, legislação educacional, políticas públicas educacionais, psicologia da educação, avaliação da aprendizagem, direito constitucional, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas públicas educacionais; formação docente; legislação educacional, psicologia da educação, avaliação da aprendizagem, ética e cidadania.

Cyntia Graziella Guizelim Simões Girotto, UNESP/Campus Marília

Livre-docente em Leitura e Escrita pela Universidade Estadual Paulista (2016). Pós-doutorado em Leitura e Literatura Infantil pela Universidade de Passo Fundo (2015).Doutora em Educação pela Unesp (1999). Mestre em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1995). Pedagoga pela Faculdade de Filosofia e Ciências - Unesp - Marília (1992). É orientadora no programa MINTER entre a Universidade Tecnológica Federal do Paraná e UNESP de Marília e no DINTER entre Instituto Federal de Educação Tecnológica do Ceará e UNESP de Marília. Seus estudos e pesquisas estão focados na apropriação da leitura e da escrita, com ênfase no papel da literatura infantil na formação de crianças leitoras e produtoras de textos. As articulações com a Educação Literária na infância e o aprendizado e o desenvolvimento de crianças pequenininhas e pequenas norteiam as publicações recentes de artigos em revistas, coletâneas e organização de livros. 

Downloads

Publicado

10/07/2020

Como Citar

Dos Santos, A. O., Freitas, S. L., & Girotto, C. G. G. S. (2020). O ato de ler: contribuições da filosofia da linguagem e teoria histórico-cultural. WEB REVISTA LINGUAGEM, EDUCAÇÃO E MEMÓRIA, 17(17), 154–163. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/WRLEM/article/view/3615