Belo como um sonho: infância e recriação dos aspectos formais nos contos de Guimarães Rosa e de Mia Couto

Autores

  • Francisco Pereira Smith Junior UFPA/Professor
  • Nana Patricia Lisboa de Andrade UFPA/Discente

Palavras-chave:

“A menina de lá”, “As flores de Novidade”, Guimarães Rosa, Infância, Mia Couto

Resumo

Este trabalho propõe um exame comparativo do tema da infância e dos aspectos formais que ligam as narrativas “A menina de lá”, de Guimarães Rosa e “As flores de Novidade”, de Mia Couto. Para esse fim, o presente estudo traça como seu objetivo a compreensão das crianças e das linguagens poéticas criadas em língua portuguesa de Brasil e Moçambique sendo agentes de beleza e de sonho em períodos conturbados no Ocidente, como os anos da Guerra Fria e dos combates civis pós-libertação. Sendo composto por uma pesquisa bibliográfica, esse trabalho, volta-se para o exame das aproximações estéticas que fazem da literatura produzida pelo autor de Terra sonâmbula (1992), uma continuação das propostas lançadas pelo autor de Sagarana (1946). Frente ao exposto, pretender-se-á identificar os elementos componentes das narrativas e os pontos de convergência na infância, com base nos estudos de Bosi (2003); Rónai (2005), entre outros. Ao delimitar o estudo dessas obras, Rosa e Couto inserem-se no espaço das chamadas shorts estories. Logo, obtêm-se, entre outros resultados, a constatação de que esses grandes observadores-participantes das histórias contemporâneas de seus países estabelecem as personagens infantis como as únicas responsáveis por preencherem com os seus dons, o jardim do mal que configurou-se em grande parte do século XX.

 

 

Biografia do Autor

Francisco Pereira Smith Junior, UFPA/Professor

Professor permanente do Programa de pós-graduação em Linguagens e Saberes na Amazônia – PPLSA, da Universidade Federal do Pará. Coordenador do Grupo de Estudos de Literatura Comparada do Nordeste Paraense, GELCONPE.

Nana Patricia Lisboa de Andrade, UFPA/Discente

Mestranda no Programa de pós-graduação em Linguagens e Saberes na Amazônia – PPLSA, da Universidade Federal do Pará. Graduada em Letras (2019) na respectiva instituição.

Referências

BOSI, Alfredo. Céu, inferno: ensaios de crítica literária e ideológica. São Paulo: Duas cidades, 2003. p. 34.

BACHELARD, Gaston. A poética do devaneio. Trad. Antônio de Pádua Danesi. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2009. p. 97-100.

COUTO, Mia. As flores de Novidade. In: Estórias abensonhadas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1996. p. 15-19.

COUTO, Mia. Estórias abensonhadas. 1. ed. Lisboa: Caminho, 1994. p. 10-46.

COUTO, Mia. Terra sonâmbula. 4. Ed. Lisboa: Caminho, 1992.

COUTO, Mia. E se Obama fosse africano. São Paulo: Companhia das Letras, 2011. p. 109.

GANCHO, Cândida Vilares. Introdução. In: Como analisar narrativas. 7. ed. São Paulo: Ática, 1999. p. 05-29.

JUNG, Carl Gustav; KERÉNYI, Karl. A criança divina: uma introdução à essência da mitologia. Trad. Vilma Schneider. 1. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2011.

LIMA, Daysa Rêgo de. O estudo da morte em A menina de lá e As flores de novidade: aspectos formais, metafóricos e místicos. GELNE, Rio Grande do Norte, v. 16, p. 1-12, 2014.

NUNES, Benedito. O amor na obra de Guimarães Rosa. In: A rosa o que é de Rosa: literatura e filosofia em Guimarães Rosa. Rio de Janeiro: DIFEL, 2013. p. 19-76.

ROSA, João Guimarães. Sagarana. 1. ed. São Paulo: Editora Universal, 1946.

ROSA, João Guimarães. A menina de lá. In: Primeiras estórias. 1. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1962. p. 09-59.

ROSA, João Guimarães. A menina de lá. In: Primeiras estórias. 3. ed. São Paulo: José Olympio, 1967, p. 58-66.

RÓNAI, Paulo. Os vastos espaços. In: ROSA, João Guimarães. Primeiras estórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2005. p. 20-31.

Downloads

Publicado

28/12/2021

Como Citar

Junior, F. P. S., & Lisboa de Andrade, N. P. (2021). Belo como um sonho: infância e recriação dos aspectos formais nos contos de Guimarães Rosa e de Mia Couto. VALITTERA - REVISTA LITERÁRIA DOS ACADÊMICOS DE LETRAS, 1(4), 284–299. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/valit/article/view/6374