Criação e recriação nos textos de Gabriel García Márquez: uma abordagem literária

Ana Paula Aparecida da Silva Duarte

Resumo


Escritor e Jornalista, Gabriel García Márquez está entre os maiores nomes da literatura, principalmente pelo reconhecimento através do Nobel de Literatura. Suas obras o consagraram como mestre do Realismo Mágico, gênero de veia latino-americana que mistura fantasia e realidade. Com este artigo são analisados três textos pertencentes a obra jornalística do colombiano publicados entre 1954 e 1955 – período em que exerceu com predileção o jornalismo no El Espectador. As características do texto literário foram organizadas em tabulação e prosseguem análise por amostragem das reportagens. Os estudos de Lajolo (1982), Proença Filho (2007) e Samuel (1985) dão base ao protótipo para publicação na área. Ainda que o escritor narre e age como participante ativo desde as entrevistas até o momento de redigi-las, muito se questiona sobre a veracidade das informações publicadas por ele no jornalismo tendo em vista o rigor da narrativa literária e sua oscilação com este campo. A análise destes textos revelam tamanha irmandade entre a realidade vivida pelo colombiano e aquela exposta no papel. Desde suas obras até seus textos o escritor expressa o criar literário a partir da recriação do dado concreto e esta maneira de trabalhar proporcionou enorme valor para a reportagem e crônica jornalística.


Palavras-chave


Literatura; Jornalismo; Texto; Narrativa; Ficção.

Texto completo:

PDF

Referências


BARTHES, Roland. O Prazer do texto. Tradução J. Guinsburg. São Paulo: Perspectiva, 1987.

CALVINO, Ítalo. Seis propostas para o próximo milênio: lições americanas. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

CORTÁZAR, Julio. As armas secretas. Tradução Eric Nepomuceno. Rio de Janeiro: BestBolso, 2012.

FERRO, Ana Paula Rodrigues; FERRO, Fábio Ferro. Crônica: Gênero textual entre jornalismo e literatura (Um artigo direcionado aos estudantes universitários). Educação, Gestão e Sociedade: revista da Faculdade Eça de Queirós, ISSN 2179-9636, Ano 3, número 11, agosto de 2013.

GARCÍA MÁRQUEZ, Gabriel. Textos Andinos 1954 – 1955. Obra Jornalística 2 1954-1955. Rio de Janeiro: Record, 2006.

________________________. Notícia de um sequestro. Rio de Janeiro: Record, 1996.

GILARD, Jacques. Prólogo. In: GARCÍA MÁRQUEZ, Gabriel. Textos Andinos. Obra Jornalística 2 1954-1955. Rio de Janeiro: Record, 2006.

KUNDERA, Milan. Um encontro. 1.ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

LAJOLO, Marisa. O que é literatura. São Paulo: Brasiliense, 1982.

LHOSA, Mario Vargas. García Márquez: Historia de un deicídio. Barcelona: Barral Editores, 1971.

MARTIN, Gerald. Gabriel García Márquez: uma vida. Tradução Cordelia Magalhães.- Rio de Janeiro: Ediouro, 2010.

PROENÇA FILHO, Domício. A linguagem literária.8.ed.São Paulo: Ática, 2007. 95p.

RODRIGUES, Sérgio. Gentil, mas sóbrio. Bravo!, São Paulo, v.12, n.150, p. 34-37, fev. 2010.

SALDÍVAR, Dasso. Gabriel García Márquez: viagem à semente. Rio de Janeiro: Record, 2000.

SAMUEL, Rogel (org.). Manual de teoria literária. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 1985.

Programa Encontro Marcado com a Arte, exibido pela TV Educativa em 1998. Entrevista com Eric Nepomuceno. 22’12’’. Disponível em: . Publicado em 17 de dezembro de 2013. Acesso em 04 de setembro de 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS



ISSN 2179-4456

contador de acesso