As memórias literárias e o encontro com o leitor da EJA

Rosana Rodrigues da Silva, Nilze Maria Malaguti

Resumo


Este trabalho reflete sobre o letramento literário com o gênero memorialístico no processo de formação do leitor da modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Ao lado dessa reflexão, apresentamos a pesquisa interventiva no formato teórico-metodológico de sequência expandida, conforme é exemplificada por Rildo Cosson. Objetivando auxiliar o aluno a encontrar na subjetividade das narrativas literárias espaço para se perceber e retomar experiências de vida, elegemos textos literários memorialísticos, da literatura contemporânea produzida em Mato Grosso. O eixo teórico que permeia a proposta baseia-se na teorização da estética da recepção que posiciona o sujeito leitor como o centro dos estudos sobre leitura, revalidando a importância da contextualização da obra, bem como da expectativa do leitor projetado no texto. O gênero memorialístico possibilita a existência e resistência ao esquecimento das histórias de vida de cada aluno, propiciando-lhe recordar vivências e se identificar com a narrativa. Por meio das estratégias que privilegiam os momentos de linearidade da leitura, conforme exemplifica Isabel Solé, pudemos desenvolver atividades de letramento literário em que cada aluno pode reconhecer-se nas histórias que se fundem com suas lembranças. A produção da primeira e, posteriormente, da segunda interpretação dos textos, apontam para o avanço do aluno em relação à compreensão textual, mediante as estratégias utilizadas neste processo interventivo.


Palavras-chave: Letramento Literário. Textos memorialísticos. Cultura mato-grossense. Estratégias de leitura.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2526-4052