Educomunicação e protagonismo juvenil: um novo olhar para a educação

Lauro Roberto Lostada, Edemilson Gomes de Souza

Resumo


Este trabalho tem como objetivo apresentar algumas breves considerações sobre a escola tradicional, considerada por muitos como uma instituição reprodutivista, arcaica e ultrapassada, e o impacto que as tecnologias tem causado diretamente em sua estrutura e, portanto, nas práticas dos professores. Desta maneira, será apresentado um novo modo de pensar a escola: a educomunicação. Para tanto, o trabalho parte de uma pesquisa empírica, com uso de técnicas de entrevista e observações, onde será analisada a experiência de um projeto educomunicativo que oferece oportunidade de engajamento aos estudantes de uma escola do município de São José, em Santa Catarina, através da produção radiofônica, veiculada na instituição diariamente, o que tem demonstrado a possibilidade de um novo modelo pedagógico, mais participativo, onde o professor passa a exercer o papel de um mediador, cujo esforço se volta à oferta de espaços de participação e novas oportunidades de aprendizagem. Assim, as análises aqui apresentadas permitem entender, de modo geral, o protagonismo juvenil como um novo modo de olhar a educação e, destarte, a própria escola do século XXI.

Palavras-chave


Educomunicação. Protagonismo juvenil. Educação. Mídia-Educação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26514/inter.v7i20.1233

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES: SUMARIOS.ORG   LATINDEX   SEER/IBICT   REDIB   DIADORIM   GOOGLE ACADÊMICO  DOAJ  IRESIE   ELECTRONIC JOURNALS LIBRARY  LIVRE ACESSO ERIH PLUS