Reflexões acerca da educação especial e da educação do campo numa perspectiva inclusiva

Visualizações: 1299

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v9i27.3003

Palavras-chave:

Inclusão Escolar, Educação do Campo, Educação Especial, PRONERA.

Resumo

Este artigo tem o objetivo de fazer uma reflexão acerca da inclusão escolar tendo como destaque a Educação Especial e a Educação do Campo. Como metodologia foi utilizado um levantamento bibliográfico presente em livros, artigos de periódicos, teses e dissertações e uma análise documental acerca da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência) e o Manual de Operações do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA). A inclusão deve promover a interação e acolher a todos, sem exceção, no sistema escolar, com a garantia de equidade de acesso, sejam eles educandos do campo ou cidade, com deficiências ou sem deficiências, para que possam alcançar a cidadania com o direito do respeito à diversidade. A realidade para os povos do campo tem sido sempre de uma educação que não ultrapassa os anos iniciais do ensino fundamental, por isso, há ainda um grande número de analfabetos no campo. O PRONERA é um exemplo importante de Educação do Campo na esfera da política pública. Seu principal objetivo é fortalecer o meio rural enquanto território de vida em todas as suas dimensões: econômicas, sociais, políticas, culturais e éticas. Orienta-se por cinco princípios fundamentais: a inclusão, a participação, a interatividade, a multiplicação e a parceria.

Biografia do Autor

Rodrigo Simão Camacho, Faculdade Intercultural Indígena (FAIND), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Doutor em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGG) da Universidade Estadual Paulista (Unesp/Presidente Prudente). Docente do curso de Licenciatura em Educação do Campo (LEDUC) na Faculdade Intercultural Indígena (FAIND) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Docente nos Programas de Pós-Graduação em Geografia da UFGD e na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS/Três Lagoas).

Jaqueline Machado Vieira, UFGD

Licenciada e Bacharela em Geografia (FCT-UNESP).

Mestra em Educação (FAED-UFGD).

Referências

ANDRADE, Márcia Regina; DI PIERRO, Maria Clara ANDRADE, Márcia Regina; DI PIERRO, Maria Clara. As aprendizagens e os desafios na implementação do programa nacionais de educação na reforma agrária. In: ANDRADE, Marcia Regina; PIERRÔ, Maria Clara Di; MOLINA, Mônica Castagna; JESUS, Sonia Meire Santos Azevedo de et al. (Orgs.). A educação na Reforma Agrária em perspectiva. São Paulo: Ação Educativa; Brasília: PRONERA, 2004b. p. 37-56.

ANDRADE, Márcia Regina; DI PIERRO, Maria Clara. A construção de uma política de educação na reforma agrária. In: ANDRADE, Marcia Regina; PIERRÔ, Maria Clara Di; MOLINA, Mônica Castagna; JESUS, Sonia Meire Santos Azevedo de et al. (Orgs.). A educação na Reforma Agrária em perspectiva. São Paulo: Ação Educativa; Brasília: PRONERA, 2004a. p. 19-54.

ANTUNES-ROCHA, Maria Izabel; MARTINS, Aracy Alves. Licenciatura em Educação do campo: histórico e projeto político-pedagógico. In: ______. Educação do Campo: desafios para a formação de professores (Org.). Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009. p. 39-74. (Coleção Caminhos da Educação do Campo, 1).

ARROYO, Miguel G.; CALDART, Roseli S.; MOLINA, Mônica C. Apresentação. In: ______ (Org.). Por uma educação do campo. Petrópolis: Vozes, 2004. p. 7-18.

BOURDIEU, Pierre. A Escola conservadora: as desigualdades frente à escola e à cultura. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio (Orgs). Escritos de Educação. Petrópolis: Vozes, 2008.

BRASIL, Estatuto da Pessoa com Deficiência. Brasília: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2015.

BRASIL. II PNERA: Relatório da II Pesquisa Nacional sobre a Educação na Reforma Agrária. Brasília: MDA, 2015.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA. Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA). Manual de Operações do Pronera. Brasília: MDA/INCRA, 2011.

BRUNO, Marilda Moraes Garcia. A inclusão educacional de pessoas com deficiência: limites e desafios para a cultura escolar. In: KONKIEWITZ, Elisabete Castelon (Org.). Aprendizagem, comportamento e emoções na infância e adolescência: uma visão transdisciplinar. Dourados-MS: UFGD, 2013. p. 293-309.

BRUNO, Marilda Moraes Garcia. Educação infantil: saberes e práticas da inclusão. 4. ed. Brasília: MEC, Secretaria de Educação Especial, 2006.

CALDART, Roseli Salete. Educação do campo: notas para uma análise de percurso. In: MOLINA, Mônica Castagna (Org.). Educação do campo e pesquisa II: questões para reflexão. Brasília – DF: MDA/MEC, 2010. p. 103-126. (Série NEAD Debate, 20).

CAMACHO, Rodrigo Simão. O ensino da geografia e a questão agrária nas séries iniciais do ensino fundamental. 2008. 462 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Aquidauana, 2008.

CAMACHO, Rodrigo Simão. Paradigmas em disputa na educação do campo. 2014. 806 p. Tese (Doutorado em Geografia) - Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 2014.

CAMACHO, Rodrigo Simão. Educação do campo e sustentabilidade: uma experiência do

Pronera, Revista ANAP Brasil, v. 9, n. 14, 2016.

CAMACHO, Rodrigo Simão. PRONERA: considerações acerca dos dados da II PNERA In: Fórum Ambiental da Alta Paulista, 13, 2017, Tupã - SP. Anais... XIII Fórum Ambiental da Alta Paulista. Tupã: ANAP, 2017a. p. 40 – 49.

CAMACHO, Rodrigo Simão. A relação dos Movimentos Socioterritoriais Camponeses com a Universidade por meio do PRONERA: diálogos e tensionamentos. Revista Nera (UNESP), ano 20, n. 39, p.186 - 210, 2017b.

CAMACHO, Rodrigo Simão. Políticas Públicas no Campo: uma análise do Relatório da II PNERA (1998-2011) In: COELHO, Fabiano; CAMACHO, Rodrigo Simão. O Campo no Brasil Contemporâneo: do governo FHC aos governos Petistas (Questão Agrária e Reforma Agrária – vol. I). Curitiba: CRV, 2018. p. 297-324.

CAMACHO, Rodrigo Simão et al. Evaluation of the relationship between education and sustainability in peasant movements: the experience of the national education program in agrarian reform. Evaluation and Program Planning, v.1, p.1 - 23, 2015.

FERNANDES, Bernardo Mançano; MOLINA, Mônica Castagna. O campo da educação do campo. In: MOLINA, Mônica Castagna; JESUS, Sonia Meire Santos Azevedo de (Org.). Por uma educação do campo: contribuições para a construção de um projeto de educação do campo. Brasília: Articulação Nacional “Por Uma Educação do Campo”, 2004. p. 53-91. (Por Uma Educação do Campo, 5).

JESUS, Sonia Meire Santos Azevedo de. Pronera e a construção de novas relações entre estado e sociedade. In: ANDRADE, Marcia Regina; PIERRO, Maria Clara Di; MOLINA, Mônica Castagna; JESUS, Sonia Meire Santos Azevedo de et al. (Orgs.). A educação na Reforma Agrária em perspectiva. São Paulo: Ação Educativa; Brasília: PRONERA, 2004. p. 89-100.

MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Inclusão escolar: o que é? por quê? como fazer? São Paulo: Moderna, 2003. (Coleção cotidiano escolar).

MENDES, Enicéia Gonçalves. A radicalização do debate sobre inclusão escolar no Brasil, Revista Brasileira de Educação, v.11, n. 33, p. 387- 559, set./dez. 2006.

MOLINA, Mônica Castagna. Políticas Públicas. In: CALDART, Roseli Salete et al. (Orgs.). Dicionário da Educação do Campo. Rio de Janeiro: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio; São Paulo: Expressão Popular, 2012. p. 587-596.

MOLINA, Mônica Castagna. Pronera como construção prática e teórica da educação do campo. In: ANDRADE, Marcia Regina; PIERRÔ, Maria Clara Di; MOLINA, Mônica Castagna; JESUS, Sonia Meire Santos Azevedo de (Orgs.). A educação na Reforma Agrária em perspectiva. São Paulo: Ação Educativa; Brasília: PRONERA, 2004. p. 61-85.

MUNARIM, Antonio. Elementos para uma política pública de Educação do Campo. In: MOLINA, Mônica Castagna (Org.). Educação do Campo e Pesquisa: questões para reflexão. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2006.

NASCIMENTO, Claudemiro Godoy do. Pedagogia da resistência cultural: um pensar a educação a partir da realidade campesina. In: ENCONTRO REGIONAL DE GEOGRAFIA, 8, 2003, Goiás. [Trabalhos apresentados], [S.L: s.n.], p. 1-11. Mimeografado.

NUNES, Clarice; MADUREIRA, Isabel Pizarro, Desenho Universal para a Aprendizagem: Construindo práticas pedagógicas inclusivas. Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa, 2015. p. 1-19.

PAIVA, Irene Alves de. Escolaridade, inclusão e participação no Pronera. In: ANDRADE, Marcia Regina; PIERRÔ, Maria Clara Di; MOLINA, Mônica Castagna; JESUS, Sonia Meire Santos Azevedo de (Orgs.). A educação na Reforma Agrária em perspectiva. São Paulo: Ação Educativa; Brasília: PRONERA, 2004. p. 103-113.

PRIETO, R. G. Sobre mecanismos de (re) produção de sentidos das políticas educacionais. In: BATISTA, C. R.; CAIADO, K. R. M.; JESUS. D.M. Educação especial: diálogo e pluralidade. Porto Alegre: Mediação, 2008, p. 25-33.

SÁ, Lais Mourão; MOLINA, Mônica Castagna. Políticas de educação superior no campo. In: MOLINA, Mônica Castagna (Org.). Educação do campo e pesquisa II: questões para reflexão. Brasília – DF: MDA/MEC, 2010. p. 74-83. (Série NEAD Debate, 20).

SCHLÜNZEN, Elisa Tomoe Moriya; RINALDI, Renata Portela (Orgs.). Formação de educadores: compromisso com a educação especial na perspectiva da educação inclusiva. São Carlos SP: ABPEE: Marquezine e Manzini, 2014.

UNESCO. Declaração de Salamanca e linha de ação sobre as necessidades educativas especiais. Brasília: UNESCO, 1994.

VIEIRA, Jaqueline Machado. Para ver os Mapas com Palavras: Audiodescrição como Recurso Pedagógico no Ensino de Geografia para a Inclusão de Pessoas com Deficiência Visual. 200 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal da Grande Dourados. Dourados MS, 2018.

Downloads

Publicado

20-12-2018

Como Citar

Camacho, R. S., & Vieira, J. M. (2018). Reflexões acerca da educação especial e da educação do campo numa perspectiva inclusiva. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 9(27), 443–464. https://doi.org/10.26514/inter.v9i27.3003