O ensino de robótica educacional por meio de metodologias ativas: o olhar da fenomenologia para os desafios e possibilidades na prática pedagógica do professor

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v12i35.4835

Palavras-chave:

Robótica educacional. Metodologias ativas. Prática pedagógica. Fenomenologia

Resumo

A presente pesquisa, de cunho qualitativo, tem como objetivo interpretar – a partir da fenomenologia – os desafios e possibilidades na inserção da robótica educacional por meio de metodologias ativas na prática pedagógica do professor. Como procedimento metodológico, pode-se utilizar, nesta pesquisa, o método fenomenológico de investigação. Desta forma, o processo de construção de dados no lócus de pesquisa decorreu a partir da aplicação de entrevista semiestruturada, questionário semiestruturado e observação sistemática com quatro professores que trabalham em uma escola pública na rede de ensino no município de Caraúbas-RN. A princípio, antes mesmo de aplicarmos os instrumentos de pesquisa com os sujeitos desta pesquisa, promovemos duas semanas de capacitação em robótica educacional por meio de metodologias ativas. Após essa experiência vivenciada, passamos a interpretar – sob o olhar da fenomenologia – o discurso reverberado pelos professores. Mediante a interpretação dos sentidos produzidos pelos sujeitos desta pesquisa, foi possível constatar que o professor quando trabalha com a robótica educacional por meio de metodologias ativas tem a chance de promover na sala de aula uma prática pedagógica híbrida, flexível e inovadora para os alunos. Por outro lado, ficou evidente que as instituições terão que transpassar vários desafios para inserir a robótica educacional por meio de metodologias ativas no currículo escolar.

Biografia do Autor

Richard Fernandes Fernandes, Universidade Federal Rural do Semi-árido (UFERSA)

Mestre em Cognição, Tecnologias e Instituições (UFERSA); Licenciado em Pedagogia (UERN); Bacharel em Publicidade e Propaganda (UERN); Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional (FCNSV).

Alex Sandro Coitinho Sant'Ana, Universidade Federal Rural do Semi-Àrido (UFERSA)

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Possui graduação em Pedagogia e pós-graduações lato sensu em Educação pela UFES, Informática em Educação pela Universidade Federal de Lavras (UFLA), Design Instrucional para EaD Virtual pela Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) e Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Professor do magistério superior da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) nos cursos de Licenciatura em Computação e Informática e Pedagogia do Campus Angicos-RN.

Referências

ANDRADE, F.O.; NUNES, A. K. F.; LIMA, E. S. A contribuição da robótica educacional para o uso de metodologias ativas no ensino básico. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL, 7., 2016, Aracaju. Anais...Aracaju: Faculdade de educação, 2017, p. 1-13.

BACICH, L.; MORAN, J. (Org.). Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórica-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

CAMPOS, F. R. A robótica para uso educacional. São Paulo. SENAC São Paulo, 2019.

CAMPOS, F. R. Robótica educacional no Brasil: questões em aberto, desafios e perspectivas futuras. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v.12, n.4, p. 2108-2121, out./dez. 2017. Disponível em: <https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/8778>. Acesso em: 15 Out. 2018.

CARVALHO NETO, C. Z. Educação 4.0: princípios e práticas de inovação em gestão e docência. São Paulo: Laborciencia Editora, 2018.

CRITELLI, D. M. Analítica de sentido: uma aproximação e interpretação do real de orientação fenomenológica. São Paulo: Brasiliense, 1996.

CHITOLINA, R. F.; BACKES, L.; CASAGRANDE, C. A. A robótica educativa e a construção do conhecimento na formação inicial de professores. In: A PESQUISA E O RESPEITO À DIVERSIDADE, 13., 2017, Canoas. Anais... Rio Grande do Sul: Unilasalle, 2017. Disponível em: <https://anais.unilasalle.edu.br/index.php/sefic2017/article/viewFile/772/710>. Acesso em: 10 Jan. 2019.

FORGHIERI, Y. C. Psicologia fenomenológica: fundamentos, método e pesquisa. São Paulo: Cengage Learning, 2019.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

HEIDEGGER, M. Ser e tempo. 15ª. ed. Trad. Márcia de Sá Cavalcanti. Petrópolis: Vozes, 2005.

MIZUKAMI, M. G. N. Ensino: as abordagens do processo. São Paulo: EPU, 1986.

MORAN, J. M. Tecnologias digitais para uma aprendizagem ativa e inovadora. Educação Transformadora, 2017. Disponível em: <http://www2.eca.usp.br/moran/?page_id=20>. Acesso em: 30 Abr. 2019.

PAPERT, S. A máquina das crianças: repensando a escola na era da informática. Trad. Sanda Costa. Porta Alegre: Artes Médias, 1994.

PERRENOUD, P. et al. As competências para ensinar no século XXI: formação dos professores e o desafio da avaliação. Artmed Editora, 2002.

SANCHO, J. M.; HERNANDEZ, F. et al. (Org). Tecnologias para transformar a educação. Porto Alegre: Artmed, 2007.

VALENTE, J. A. A espiral da espiral de aprendizagem: o processo de compreensão do papel das tecnologias de informação e comunicação na educação. Campinas, SP, 2005.

Downloads

Publicado

02/11/2021

Como Citar

Fernandes, R. F., & Sant’Ana, A. S. C. (2021). O ensino de robótica educacional por meio de metodologias ativas: o olhar da fenomenologia para os desafios e possibilidades na prática pedagógica do professor. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 12(35), 347–371. https://doi.org/10.26514/inter.v12i35.4835