Disciplinas básicas e técnicas no ensino médio integrado

uma relação (im)possível?

Visualizações: 87

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61389/inter.v14i40.5694

Palavras-chave:

Ensino integrado, Interdisciplinaridade, Intervenção

Resumo

O presente estudo apresenta uma experiência realizada no ensino médio integrado, o qual teve como objetivo identificar como se dá a integração professor-aluno em atividades que promovem o ensino por investigação, buscando compreender as relações existentes entre as disciplinas básicas e técnicas do curso Técnico Integrado em Agropecuária, de um Instituto Federal, localizado no Sul do Brasil. A pesquisa caracteriza-se como qualitativa, do tipo estudo de caso, e utilizou-se como instrumento de pesquisa um questionário online, contendo perguntas abertas e fechadas. Acerca dessa experiência, identificou-se que os alunos conseguiram vivenciar a importância e a relação que as disciplinas básicas e técnicas apresentam, a partir de uma orientação efetiva por parte do corpo docente. Contudo, é preciso que mais práticas educativas integradas ocorram, de modo que sejam ações permanentes nas instituições de ensino e reforcem o papel do professor como mediador e do aluno como autor na construção do seu conhecimento.

Biografia do Autor

Jéssica de Góes Bilar, Universidade Federal de Santa Maria

Mestranda em Educação em Ciências, pelo PPG Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde / UFSM.

Luan Zimmermann Bortoluzzi, Universidade de São Paulo

Mestrando em Fisiologia Geral no Instituto de Biociências - USP.

Renato Xavier Coutinho, Instituto Federal Farroupilha campus São Vicente do Sul

Professor Doutor no Instituto Federal Farroupilha, campus São Vicente do Sul.

Referências

ANASTASIOU, L.G.C.et al. orgs. Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. Joinville: Univille. v. 3, p. 67-100, 2004.

ARAUJO, R. M. de L.; FRIGOTTO, G. Práticas pedagógicas e ensino integrado. Revista Educação em Questão, v. 52, n. 38, p. 61-80, 2015.

ARRUDA, M. P. O paradigma emergente da educação: o professor como mediador de emoções. ETD-Educação Temática Digital, v. 14, n. 2, p. 290-303, 2012.

AUGUSTO, T. G. da S.; DE ANDRADE, A. M. C. Dificuldades para a implantação de práticas interdisciplinares em escolas estaduais, apontadas por professores da área de ciências da natureza. Investigações em Ensino de Ciências, v. 12, n. 1, p. 139-154, 2016.

BARROW, L. H. A briefhistoryofinquiry: From Dewey to standards. Journal of Science Teacher Education, v. 17, n. 3, p. 265-278, 2006.

BERBEL, N. A. N. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, v. 32, n. 1, p. 25-40, 2011.

BESSA, C. R. L. et al.Interdisciplinaridade no ensino médio integrado: considerações para uma formação omnilateral. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, v. 2, n. 19, p. 9496, 2020.

BEZERRA, D. de S. Ensino médio (des) integrado: história, fundamentos, políticas e planejamento curricular. 2013.

BIANCHETTI, L.; JANTSCH, A. P. Interdisciplinaridade: para além da filosofia do sujeito. Petrópolis: Vozes, p. 11-24, 2011.

BILAR, J. de G.; BORTOLUZZI, L. Z.; COUTINHO. R. X. Interdisciplinaridade e a prática profissional: desafios no ensino médio integrado. Revista Eletrônica Científica Ensino Interdisciplinar, v. 4, n. 11, p. 397-409, 2018.

BILAR, J. de G.; HOHEMBERGER, R.; COUTINHO, R. X. A água como fonte de conhecimento: uma proposta no ensino médio integrado. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, v. 1, n. 18, p. 1-16, 2020.

BORDENAVE, J. D.; PEREIRA, A. M. Estratégias de ensino-aprendizagem. 15 ed. Petrópolis : Rio de Janeiro – Editora Vozes, 1995.

BRASIL. Ministério da Educação. Educação profissional técnica de nível médio integrada ao ensino médio. Brasília, 2007.

BULGRAEN, V. C. O papel do professor e sua mediação nos processos de elaboração do conhecimento. Revista Conteúdo, Capivari, v. 1, n. 4, p. 30-38, 2010.

CIAVATTA, M.; RAMOS, M. Ensino Médio e Educação Profissional no Brasil: dualidade e fragmentação. Retratos da Escola, v. 5, n. 8, p. 27-41, 2012.

DE AZEVEDO, M. C. P. S. Ensino por investigação: problematizando as atividades em sala de aula. Ensino de Ciências-unindo a pesquisa e a prática, p. 19, 2004.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade: didática e prática de ensino. Revista do Grupo de Estudos e Pesquisa em Interdisciplinaridade.n. 6, p. 9-17, 2015.

FERREIRA, L. H.; HARTWIG, D. R.; OLIVEIRA, R.C. de. Ensino experimental de química: uma abordagem investigativa contextualizada. Química Nova na Escola, v. 32, n. 2, p. 101-106, 2010.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 17 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREITAS, A. Z.; LABURÚ, Carlos Eduardo. Atividades investigativas no ensino de ciências: aspectos históricos e diferentes abordagens. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v.13, n. 3, 2011.

FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M. Perspectivas sociais e políticas da formação de nível médio: avanços e entraves nas suas modalidades. Educação & Sociedade, v. 32, n. 116, p. 619-638, 2011.

FRISON, M. D. et al. Interdisciplinaridade no ambiente escolar. IX ANPED SUL-Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul, 2012.

GRABOWSKI, G. Ensino médio integrado à Educação Profissional. Boletim, v. 7, p. 05-15, 2006.

JAPIASSU, H. O sonho transdisciplinar. Revista Desafios, v. 3, n. 1, p. 3-9, 2016.

KUENZER, A. Z. (org.). Ensino Médio: construindo uma proposta para os que vivem do trabalho. - 5. ed.- São Paulo: Cortez, 2007.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. 2. Ed. – Rio de Janeiro: E.P.U., 2020.

MACHADO, L. R. de S. Ensino médio e técnico com currículos integrados: propostas de ação didática para uma relação não fantasiosa. Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre, RS: Artmed Editora, p. 80-95, 2010.

MARQUES. K. C. D.; SAUERWEIN, I. P. S. Interdisciplinaridade na Formação Inicial de professores da área das Ciências da Natureza e Matemática: um estudo em periódicos A1 e A2. Interfaces da educação, v. 11, n. 31, p. 329 - 362, 2020.

MAZZIONI, S. As estratégias utilizadas no processo de ensino-aprendizagem: concepções de alunos e professores de ciências contábeis. Revista Eletrônica de Administração e Turismo-ReAT, v. 2, n. 1, p. 93-109, 2013.

MOURA, D. H. A formação de docentes para a educação profissional e tecnológica. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, v. 1, n. 1, p. 23-38, 2015.

_________. A organização curricular do ensino médio integrado a partir do eixo estruturante: trabalho, ciência, tecnologia e cultura. Revista Labor, v. 1, n. 7, p. 1-19, 2017.

_________. Educação básica e educação profissional e tecnológica: dualidade histórica e perspectivas de integração. HOLOS, v. 2, 2007.

MUNFORD, D.; LIMA, M. E. C. de C. Ensinar ciências por investigação: em quê estamos de acordo? Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte), v. 9, n. 1, p. 89-111, 2007.

POMBO, O. Interdisciplinaridade e integração dos saberes. Liinc em revista, v. 1, n. 1, 2006.

RAMOS, M. Concepção do ensino médio integrado. Texto apresentado em seminário promovido pela Secretaria de Educação do Estado do Pará nos dias, v. 8, 2008.

SANTOS, E. H. A interdisciplinaridade como eixo articulador do ensino médio e do ensino técnico de nível médio integrados. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Ensino médio integrado à Educação Profissional: integrar para que, p. 139-153, 2007.

SASSERON, L. H. Alfabetização científica, ensino por investigação e argumentação: relações entre ciências da natureza e escola. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências (Belo Horizonte), v. 17, n. spe, p. 49-67, 2015.

SILVA, L. dos S.; FOLMER, V.; LARA, S. Percepções de estudantes em saúde e sua relação com o projeto político pedagógico escolar. Interfaces da Educação, v. 11, n. 31, p. 501-524, 2020.

SOUZA, D. M. de; BACKES, V. M. S.; PRADO, M. L. do. Formação docente na educação profissional técnica de nível médio: uma revisão integrativa da literatura. Interfaces da Educação, v. 7, n. 20, p. 211-235, 2016.

ZITZKE, V. A.; CALIXTO, P. M. Integração curricular no ensino médio integrado à educação profissional técnica: a percepção dos educandos do curso técnico em vestuário do IFUL/CaVG. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, v. 2, n. 15, p. 7474, 2018.

Downloads

Publicado

06-11-2023

Como Citar

de Góes Bilar, J., Zimmermann Bortoluzzi, L., & Xavier Coutinho, R. (2023). Disciplinas básicas e técnicas no ensino médio integrado: uma relação (im)possível?. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 14(40), 327–342. https://doi.org/10.61389/inter.v14i40.5694