CONCEPÇÕES DE LETRAMENTO DE PROFESSORES ALFABETIZADORES DA ESCOLA DO CAMPO DO MUNICÍPIO DE SERRA DO RAMALHO, BAHIA

Autores

  • Domingos Rodrigues da Trindade Universidade do Estado da Bahia
  • Odair Ledo Neves Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v10i28.2933

Palavras-chave:

Alfabetização, Letramento, Professores, Educação no/do Campo

Resumo

Este trabalho apresenta como objetivo analisar as concepções de letramento dos professores alfabetizadores e suas interlocuções com o percurso formativo e a inserção nas escolas do campo. Para tanto, optou-se por uma abordagem qualitativa de pesquisa e utilizou como instrumento de coleta de dados a entrevista. Os principais autores que subsidiaram esse estudo foram Arroyo (2008), Caldart (2008), Soares (2009) e Street (2014). O letramento como prática social aparece como valorização da participação dos sujeitos, propondo um contexto mais amplo, de envolvimento em práticas sociais de leitura e de escrita. Nesse sentido, o estudo mostrou que nas concepções de letramento dos professores, ainda predominam uma educação fragilizada, que não problematiza a forma de vida e o enfrentamento das problemáticas que permeiam o campo, não consegue firmar uma identidade própria e valorizar a cultura dos sujeitos do campo e, termina por reproduzir um ensino excludente e seletivo, enfim, um currículo urbano no campo.

Biografia do Autor

Domingos Rodrigues da Trindade, Universidade do Estado da Bahia

Departamento de Educação, Campus XII- Universidade do Estado da Bahia. Área: Educação.

Odair Ledo Neves, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Mestrando em Educação do Campo.

Referências

ALMEIDE, Elvina Perpétua Ramos. Linguagem e identidade etnicorracial no Quilombo de Araçá-Cariacá. Dissertação (Mestrado em Letra e Linguística) - Instituto de Letras, Universidade Federal da Bahia. Salvador, p. 161.2010.

ARROYO, Miguel G.. Formação de educadores do campo. In: CALDART, Roseli Salete et al. (org.). Dicionário da Educação do Campo. 3. ed. Rio de Janeiro: Expressão Popular, 2012.

______. Formação de educadores do campo. In: SANTOS, Clarice Aparecida dos Santos. Educação do Campo: campo - políticas públicas - educação. Brasília: Incra; MDA, 2008.

CALDART, Roseli Salete. Educação do campo. In: CALDART, Roseli Salete et al. (org.). Dicionário da Educação do Campo. 3. ed. Rio de Janeiro: Expressão Popular, 2012.

______. Sobre educação do campo. In:SANTOS, Clarice Aparecida dos Santos. Educação do Campo: campo - políticas públicas - educação. Brasília: Incra; MDA, 2008.

______. Elementos para construção do projeto político e pedagógico da educação do campo. In: MOLINA, Mônica Castagna. JESUS, Sonia Meire Santos Azevedo (Org.). Contribuições para a construção de um projeto de educação do campo. Brasília, DF: Articulação Nacional Por Uma Educação do Campo, 2004.

FERREIRO, E. Cultura escrita e educação. Porto Alegre: Artemed, 2001.

______. Reflexões sobre alfabetização. 24. ed. atualizada. São Paulo: Cortez, 1999.

______;TEBEROSKY, A. Psicogênese da língua escrita. Tradução de Diana Myriam Lichtenstein et al. Porto Alegre: Artes Médicas, 1986.

FOERSTE, Erineu; SCHUTZ-FOERSTE, Gerda Margit. Parceria na formação de professores do campo: uma avaliação do programa de educação do campo da Universidade Federal do Espirito Santo. In: ANTUNES-ROCHA, Maria Isabel; MARTINS, Maria de Fátima Almeida; MARTINS, Aracy Alves. Territórios educativos na educação do campo: escola, comunidade e movimentos sociais. 2 ed. Belo Horizonte: Editora Gutenberg, 2012.

FREIRE, Paulo. Conscientização: teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. Tradução de Kátia de Mello e Silva. 3.ed. São Paulo: Moraes, 1980.

______. A importância do ato de ler: em três artigos que se complementam. 42. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

KLEIMAN, A. (org.). Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas: Mercado de Letras, 1995.

LEITE, Sérgio Celani. Escola rural: urbanização e políticas educacionais. São Paulo: Cortez,

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

_______. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação. 15 Ano XVIII, nº 162, p. 30, maio 2003.

STREET, Brian. Políticas e práticas de letramento na Inglaterra: uma perspectiva de letramentos sociais com base para uma comparação com o Brasil. V. Cad. Cedes, Campinas, v. 33, n. 89, p. 51-71, jan.-abr. 2013.

______. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

Downloads

Publicado

2019-06-26

Como Citar

Trindade, D. R. da, & Neves, O. L. (2019). CONCEPÇÕES DE LETRAMENTO DE PROFESSORES ALFABETIZADORES DA ESCOLA DO CAMPO DO MUNICÍPIO DE SERRA DO RAMALHO, BAHIA. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 10(28), 67–92. https://doi.org/10.26514/inter.v10i28.2933