Para além das fronteiras do processo de ensino e aprendizagem: a mediação pedagógica para os alunos com deficiência intelectual

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v13i37.4670

Palavras-chave:

Atendimento Educacional Especializado, Professor Mediador, Deficiência Intelectual, Ensino e Aprendizagem.

Resumo

 

Considerando o quadro educacional contemporâneo, que considera a inclusão para a construção de uma sociedade igualitária, faz-se necessário ampliar o conhecimento, fundamentado em estudos que tratam do tema da mediação da aprendizagem de alunos com deficiência intelectual. O artigo, tem como objetivo analisar de que forma os professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE) atuam como mediadores da aprendizagem de alunos que apresentam deficiência intelectual nas escolas Municipais de Duque de Caxias. A pesquisa apresenta uma abordagem qualitativa exploratória, tendo como referencial teórico os estudos desenvolvidos por Reuven Feuerstein (2014) sobre Modificabilidade Cognitiva Estrutural e os critérios de mediação da aprendizagem, que viabilizam o sucesso do processo pedagógico. Os dados foram recolhidos a partir de entrevistas semiestruturadas realizadas com professores do AEE da Rede Municipal de Duque de Caxias, que atendem alunos com diagnóstico de deficiência intelectual. Concluímos que os professores do AEE atuam como mediadores por meio dos princípios da aprendizagem mediada estabelecidos por Reuven Feuerstein e, embora não os nomeiem, caracterizam-nos para esclarecer sobre os procedimentos que realizam durante a ação docente. A mediação pedagógica é o caminho onde o aluno com deficiência intelectual poderá encontrar suporte pedagógico para a superação dos obstáculos cognitivos e/ou sociais.

 What do you want to do ?New mailCopy What do you want to do ?New mailCopy What do you want to do ?New mailCopy What do you want to do ?New mailCopy

Biografia do Autor

Cintia Chung Marques Corrêa, Universidade Católica de Petrópolis

Possui Doutorado e Mestrado em Educação pela Universidade Católica de Petrópolis, Pós-Graduação em Psicopedagogia (UFF), Supervisão e Orientação Escolar (UCP), Administração Escolar (UCAM), Tecnologia Educacional (Plínio Leite) e Graduação em Pedagogia (UCP). Integrante do corpo docente do PPGE da Universidade Católica de Petrópolis. Coordenadora do curso de Pedagogia da Universidade Católica de Petrópolis. Atuou como professora do curso de Pedagogia da Universidade Estácio de Sá. Participou do Projeto Produtividade Docente, tendo pesquisa premiada no ano de 2014. Atuou nas funções de gestão e orientação escolar na Educação Básica e no Departamento de Educação da Secretaria de Educação de Petrópolis. Desenvolve pesquisa na área da formação de professores e do currículo por meio do GEPCEP - Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Currículo nas Escolas Públicas. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação, trabalho e formação docente, currículo e formação docente. What do you want to do ?New mailCopy What do you want to do ?New mailCopy What do you want to do ?New mailCopy What do you want to do ?New mailCopy What do you want to do ?New mailCopy What do you want to do ?New mailCopy

Maria Elisabete Figueiredo Oliveira, Universidade Católica de Petrópolis

 Mestre em Educação pela Universidade Católica de Petrópolis

Maria Elisabete Figueiredo Oliveira, Universidade Católica de Petrópolis

 Mestre em Educação pela Universidade Católica de Petrópolis

Referências

BEYER, Hugo Otto. Inclusão e avaliação na escola de alunos com necessidades educacionais especiais.1 ed. Porto Alegre. Ed. Mediação, 2013.

BUDEL, Gislaine Coimbra; MEIER, Marcos. Mediação da aprendizagem na educação especial. Curitiba: InterSaberes, 2012.

FEUERSTEIN, Reuven; FEUERSTEIN, Rafael S.; FALIK, Louis H. Além da inteligência: a aprendizagem mediada e a capacidade de mudança do cérebro. Tradução de Aline Kaehler. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

FIGUEIREDO, Rita Vieira; POULIN, Jean-Robert; GOMES, Adriana Limaverde. Atendimento educacional especializado do aluno com deficiência intelectual. São Paulo: Moderna, 2010.

FONSECA, Vitor da. Cognição, neuropsicologia e aprendizagem: Abordagem neuropsicológica e psicopedagógica. 7. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

MEIER, Marcos; GARCIA, Sandra. Mediação da aprendizagem: contribuições de Feuerstein e de Vygotsky. 7. ed. Curitiba: MSV, 2007. OLIVEIRA, Marta Kohl de. Vygotsky: Aprendizado e desenvolvimento: um processo sócio-histórico. São Paulo: Scipione, 2010.

ROS, Silvia Zanatta da. Pedagogia e mediação em Reuven Feuerstein: o processo de mudança em adultos com história de deficiência. São Paulo: Plexus Editora, 2002.

SOUZA, Ana Maria Martins; DEPRESBITERIS, Léa; MACHADO, OsnyTelles Marcondes. A mediação como princípio educacional : bases teóricas das abordagens de Reuven Feuerstein. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2004.

VARELA, Aída. Informação e autonomia: a mediação segundo Feuerstein. São Paulo: Editora Senac , 2007.

Downloads

Publicado

21/05/2022

Como Citar

Corrêa, C. C. M., Oliveira, M. E. F., & Oliveira, M. E. F. (2022). Para além das fronteiras do processo de ensino e aprendizagem: a mediação pedagógica para os alunos com deficiência intelectual. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 13(37). https://doi.org/10.26514/inter.v13i37.4670

Edição

Seção

Artigos