Conhecimentos da Docência da Educação Superior na Perspectiva de Egressos do Curso de Agronomia

Visualizações: 250

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v13i37.4811

Palavras-chave:

Formação de professores, Saberes pedagógicos, Curso de Agronomia

Resumo

Este trabalho analisa, a partir da visão dos egressos de um curso de Agronomia, os conhecimentos e saberes mobilizados pelos professores na gestão da aula que contribuem para a aprendizagem e são relevantes para o exercício da docência. Foi desenvolvido seguindo uma abordagem qualitativa, descritiva e exploratória onde os dados empíricos foram produzidos por meio de uma pesquisa de campo do tipo estudo de caso envolvendo 72 egressos do curso de Agronomia de uma universidade situada na Região Sul do Brasil, entre os anos de 2010 a 2015. Os citados egressos responderam um questionário que foi enviado de forma direta, carta e meios eletrônicos. Nos resultados constam que os estudantes reconhecem a importância dos saberes pedagógicos, como habilidade de relacionar os conteúdos com as exigências práticas da profissão, da forma de organização e gestão da aula, a comunicação e interação com os estudantes e apontam que o domínio desses saberes foi o que mais impactou na sua formação. Os saberes atitudinais, ligados à pessoa do professor, impactaram de forma negativa na formação dos egressos. Já os saberes disciplinares, ocupou a terceira posição dentre as categorias que compõem os saberes que constituem o conhecimento do professor.

Biografia do Autor

Amanda Chechi, Faculdade Anhanguera Passo Fundo

Engenheira Agrônoma formada pela Universidade de Passo Fundo (UPF), Mestre e Doutora em Agronomia (Produção e Proteção de Plantas) pelo Programa de Pós Graduação em Agronomia da mesma Instituição (PPGAgro). Licenciada em Agronomia e estudante do Curso de Especialização em Teorias e Metodologias da Educação no Instituto Federal do Rio Grande do Sul Campus Sertão (IFRS). Professora do Curso de Agronomia na Faculdade Anhanguera Passo Fundo. 

Marilandi Maria Mascarello Vieira, Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ)

Possui Graduação em Estudos Sociais pela Fundação de Ensino do Desenvolvimento do Oeste (1983), Graduação em Pedagogia pela Fundação de Ensino do Desenvolvimento do Oeste (1984), Graduação em História pela Fundação Educacional do Oeste Catarinense (1987), Curso de Especialização em Supervisão Escolar (1988), Mestrado em Educação pela Universidade de Passo Fundo (1999), Graduação em Direito pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2007), Curso de Especialização em Direito Processual Civil pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2009), Mestrado em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (2011) e doutorado em Educação nas Ciências (2017) pela UNIJUI. É professora aposentada do Instituto Federal do Rio Grande do Sul - IFRS - Câmpus Sertão e atualmente é professora do Programa de Pós-Graduação em Educação na Unochapecó, atuando nos seguintes temas: educação profissional - formação de professores - políticas da educação.

Josimar de Aparecido Vieira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) - Campus Sertão

Possui graduação em Pedagogia pela Fundação de Ensino do Desenvolvimento do Oeste (1986), especialização em Supervisão Escolar pela Fundação de Ensino do Desenvolvimento do Oeste (1988), Mestrado em Educação pela Universidade de Passo Fundo - UPF (2000) e Doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS (2011). Atualmente é Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico da área de Pedagogia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) - Campus Sertão. É professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT). É membro do Banco de Avaliadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (BASis), nomeado pela Portaria MEC nº 856 de 17/09/2018. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em didática e organização pedagógica do ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, práticas pedagógicas, educação profissional, educação superior e educação do campo.

Referências

ALMEIDA, M. I.; PIMENTA, S. G. Pedagogia universitária: valorizando o ensino e a docência na Universidade de São Paulo. In: PIMENTA, S. G.; ALMEIDA, M. I. (Orgs.). Pedagogia universitária. São Paulo: EDUSP, 2009. p. 13-38.

ANDRADE, S. B.; MOREIRA, C. H. A concepção de alunos e ex-alunos dos cursos de engenharia agrícola e agronômica sobre o 'bom professor' de engenharia. Cuadernos de Educación y Desarrollo, v. 1, p. 1-18, set. 2014. Disponível em: https://atlante.eumed.net/2014/09/. Acesso em: 28 abr. 2021.

ANTUNES, R. O privilégio da servidão: o novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo: Boitempo, 2018.

BALZAN, N. C. Indissociabilidade de ensino-pesquisa como princípio metodológico. In: VEIGA, I. P. A; CASTANHO, M. E. L. M. (Orgs.). Pedagogia Universitária: a aula em foco. Campinas, São Paulo: Papirus, 2000.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2002.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 13 set. 2020.

BROCH, C.; BRESCHILIARE, F. C. T.; BARBOSA-RINALDI, I. P. A expansão da educação superior no Brasil: notas sobre os desafios do trabalho docente. Avaliação, Campinas, Sorocaba, v. 25, n. 02, p. 257-274, jul. 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-40772020000200257&tlng=pt. Acesso em: 20 abr. 2021.

CHIQUIM, A. P. F.; VIEIRA, A. M. D. P. O “bom professor” de engenharia – a percepção de alunos e ex-alunos. In: IX Congresso Nacional de Educação – EDUCERE. 2009. Curitiba. Anais... Curitiba: PUCPR. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2009/2021_1279.pdf. Acesso em: 25 abr. 2021.

COUTINHO, C.; LISBÔA, E. Sociedade da informação, do conhecimento e da aprendizagem: desafios para educação no século XXI. Revista de Educação, v. XVIII, n. 1, p. 5-22, 2011. Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/14854. Acesso em: 28 abr. 2021.

CUNHA, E. R. Os saberes docentes ou saberes dos professores. Revista Cocar, v. 1, n. 2, p. 31-39, 2007. Disponível em: https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/130. Acesso em: 20 abr. 2021.

CUNHA, M. I. da. Impactos das políticas de avaliação externa na configuração da docência. In: ROSA, D. E. G., SOUZA, V.C. (Orgs.). Políticas organizativas e curriculares, educação inclusiva e formação de professores. Rio de Janeiro: DP&A, 2002, pp. 39-56.

CUNHA, M. I.; ALVES, R. S. Docência no Ensino Superior: a alternativa da formação entre pares. Revista Linhas. Florianópolis, v. 20, n. 43, p. 10-20, maio/ago. 2019. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/linhas/article/view/1984723820432019010. Acesso

em: 28 abr. 2021.

CUNHA, M. I. et al. As políticas públicas de avaliação e docência: impactos e repercussões. In: CUNHA, M. I. (Org.). Formatos avaliativos e concepção de docência. Campinas: Autores Associados, 2005. p. 5-48.

FONTES, V. Capitalismo em tempos de uberização: do emprego ao trabalho. Marx e o Marxismo. v. 5, n. 8, p. 45-67, jan/jun 2017. Disponível em: https://www.niepmarx.blog.br/revistadoniep/index.php/MM/article/view/220. Acesso em: 28 abr. 2021.

FRANCO, M. M. S. Prática docente universitária e a construção coletiva de conhecimentos: possibilidades de transformações no processo ensino-aprendizagem. São Paulo: USP, 2009.

GATTI, B. A. et al. Formação de professores e professoras no contexto da expansão da escolaridade no Brasil do século XXI – In: GATTI, B. A. et al. Professores do Brasil: novos cenários de formação. Brasília: UNESCO, p. 99-140, 2019. Disponível em: https://www.fcc.org.br/fcc/wp-content/uploads/2019/05/Livro_ProfessoresDoBrasil.pdf. Acesso em: 25 abr. 2021.

GAUTHIER, C. et al. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre os saberes docentes. 3. ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2013.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 4. ed. São Paulo: Atlas, 1995.

ISAIA, S. M. A. Desafios à docência superior: pressupostos a considerar. In: RISTOFF, D.;

SEVEGNANI, P. (Orgs.). Docência na educação superior. Brasília: Inep, 2006.

KATO, M. N. C. O professor agrônomo e a construção da professoralidade. 2015. 103 p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Educação – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia (MG), 2015. Disponível em: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/14003. Acesso em: 28 abr. 2021.

KLEIN, A. Os desafios do engenheiro-professor: prática profissional x prática pedagógica. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciência e Tecnologia) - Programa de PósGraduação em Ensino de Ciência e Tecnologia, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa, 2020. Disponível em: https://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/5048. Acesso em: 28 abr. 2021.

KUENZER, A. Z. Conhecimento e competências no trabalho e na escola. Boletim Técnico do SENAC. Rio de Janeiro, v. 28, n. 2, p. 45-68, maio/ago. 2002.

LIBÂNEO, J. C. Questões de metodologia do ensino superior: a teoria histórico cultural da atividade de aprendizagem. Goiânia, 5 ago. 2003. Palestra ministrada na Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

MARCELO, C. A identidade docente: constantes e desafios. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação Docente, Belo Horizonte, v. 01, n. 01, p. 109-131, ago./dez. 2009. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/setembro2013/quimica_artigos/a_ident_docent_constant_desaf.pdf. Acesso em: 08 abr. 2020.

MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 21. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

MOROSINI, M. C. (org.). Docência universitária e os desafios da realidade nacional. In: Professor do ensino superior: identidade, docência e formação. 2. ed. Brasília: Plano Editora, 2001.

PIMENTA, S. G. Formação de professores: identidades e saberes da docência. In: PIMENTA, S. G. (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 1999.

PIMENTA, S. G.; ANASTASIOU, L. G. C. Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez, 2002.

SAVIANI, D. Os saberes implicados na formação do Educador. In: BICUDO, M. A.; SILVA JUNIOR, C. A. (Orgs.). Formação do educador: dever do Estado, tarefa da Universidade. São Paulo: UNESP, 1996.

SILVEIRA FILHO, J. O perfil do engenheiro agrônomo como docente do curso de Agronomia da UFC em Fortaleza. Anais: Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia – CONTECC, Palmas/TO, 2019. Disponível em: https://confea.org.br/sites/default/files/uploadsimce/Contecc2019/Experi%C3%AAncia%20Profissional/O%20PERFIL%20DO%20ENGEN

HEIRO%20AGRONOMO%20COMO%20DOCENTE%20DO%20CURSO%20DE%20AGRONOMIA%20DA%20UFC%20EM%20FORTALEZA.pdf. Acesso em: 25 abr.2021

SHULMAN, L.S. Conocimiento y enseñanza: fundamentos de la nueva reforma. Profesorado. Revista de Currículum y Formación de Profesorado, Granada, España, v. 9, n. 2, p.1-30, 2005.

SOARES, S. R.; CUNHA, M. I. Formação do professor: a docência universitária em busca de legitimidade. Salvador: EDUFBA, 2010.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2005.

TARDIF, M. O ofício do professor. Petrópolis: Vozes, 2008.

TARDIF, M.; GAUTHIER, C. O saber profissional dos professores – fundamentos e epistemologia. In: Seminário de pesquisa sobre o saber docente, 1996, Fortaleza. Anais...Fortaleza: UFCE, 1996.

TARDIF, M.; LESSARD, C.; LAHAYE, L. Os professores face ao saber – esboço de uma problemática do saber docente. Teoria & Educação, n. 4, 1991.

TULLIO, A. A. A prática pedagógica do professor de engenharia agronômica. Sci. Agrícola, Piracicaba, v. 52, n. 3, p. 594-603, 1995. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-90161995000300029&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 28 abr. 2021.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

Downloads

Publicado

21-05-2022

Como Citar

Chechi, A., Vieira, M. M. M., & Vieira, J. de A. (2022). Conhecimentos da Docência da Educação Superior na Perspectiva de Egressos do Curso de Agronomia. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 13(37). https://doi.org/10.26514/inter.v13i37.4811

Edição

Seção

Artigos