DO ANALFABETISMO À ALFABETIZAÇÃO DE PESSOAS JOVENS, ADULTAS E IDOSAS EM PAULO FREIRE: “LER A PALAVRA” PARA REESCREVER SUA HISTÓRIA

Autores

  • MARIA EURÁCIA BARRETO ANDRADE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA(UFRB), COM ATUAÇÃO NO CENTRO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES (CFP) https://orcid.org/0000-0001-9910-0527
  • SINEIDE CERQUEIRA ESTRELA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA (SEC/BAHIA) E PESQUISADORA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA (UEFS)

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v13i37.4851

Palavras-chave:

Alfabetização. Analfabetismo. Alfabetização de Jovens e Adultos. Paulo Freire.

Resumo

O presente estudo, forjado a partir de uma experiência alfabetizadora de sucesso, materializa-se com base no legado de Paulo Freire, tendo os sujeitos e seus contextos como centralidade do processo alfabetizador. Para tanto, o objetivo que norteia o trabalho pauta-se em identificar, nas vozes de uma professora e de dois ex-estudantes, ações que têm contribuído para o sucesso no processo de alfabetização de pessoas jovens e adultas, na perspectiva freireana. O aporte teórico utilizado baseia-se nas contribuições de Freire (1997, 1999, 2001a, 2001b), Freire e Macedo (1994), Andrade e Estrela (2019), Ferraro (2008), Moura (2016), Santos (2011), Souza (2019), dentre outros. No âmbito metodológico, trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa (Minayo, 2001); em coerência com a proposta descrita, os dados foram colhidos por meio de entrevistas narrativas (Weller; Zardo, 1992). Os resultados da pesquisa revelam que a prática da professora é revestida de diálogo, amorosidade, estímulo, respeito e esperança (Freire, 1999), com a utilização constante de textos e um intenso envolvimento com o ensino sistemático da alfabetização. Todo esse panorama apresentado nos autoriza a concluir que, para além do método utilizado, esses são atributos que têm contribuído para o sucesso no processo de alfabetização.

Biografia do Autor

MARIA EURÁCIA BARRETO ANDRADE, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA(UFRB), COM ATUAÇÃO NO CENTRO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES (CFP)

Doutora em Educação e professora da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), com atuação no Centro de Formação de Professores (CFP). Pesquisadora e líder do Núcleo Carolina Maria de Jesus: Pesquisa e Extensão em Educação Popular e Alfabetização da classe trabalhadora, vinculado ao Programa Tecelendo. Coordenadora e pesquisadora de grupos de estudo e projetos de pesquisa e extensão no campo da alfabetização, Educação de Jovens, Adultos e Idosos e Formação de Professores. Pesquisadora da educação com várias publicações em livros, periódicos e anais de eventos. 

SINEIDE CERQUEIRA ESTRELA, SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA (SEC/BAHIA) E PESQUISADORA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA (UEFS)

Profª Drª da Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC-BA) com atuação na coordenação Pedagógica da Educação Básica, pesquisadora do Grupo de Estudo e Pesquisa em História, Educação e Gênero, vinculada à Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).

Referências

ANDRADE, M. E. B. de; ESTRELA, S. C. Formação de Professores Alfabetizadores da EJA(I): os saberes implicados. In: Anais do VI Encontro Internacional de Alfabetização e Educação de Jovens e Adultos. ISBN 2448-2366, vol. 1 de 2019. Disponível em: www.even3.com.br/Anais/VIALFAeEJA/218011-FORMACAO-DE-PROFESSORES-ALFABETIZADORES-DA-EJA(I)- OS-SABERES-IMPLICADOS. Acesso em: 27 de mar. 2020.

ANDRADE, M. E. B.; FREIRAS, G. M. Cardoso; SANTOS, A. B. Diálogos sobre alfabetização de jovens, adultos e idosos no âmbito do CFP/UFRB. Educação, Psicologia e Interfaces, v. 4, n.1, p. 64-75, 2020. DOI: https://doi.org/10.37444/issn-2594-5343.v4i1.181

ANDRÉ, M. O que é um estudo qualitativo em educação? In: Revista FAEEBA: educação e contemporaneidade I. Vol.1, nº 1 (jan./jun.). Salvador: UNEB, 1992. p. 95-104.

BARCELOS, V. Educação de jovens e adultos: entre menestréis e parangolés. In: BARCELOS, V.; DANTAS, T. R. (Org.). Políticas e práticas na alfabetização de jovens e adultos. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

BORGES, L. Ler o mundo para ler a apalavra. Alfabetização em Paulo Freire. In: FARIA, Dóris Santos de. (Org.). Alfabetização: práticas e reflexões; subsídios para o alfabetizador. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2003.

BRANDÃO, C. R. Método Paulo Freire. In: STRECK, D. R.; REDIN, E.; ZITKOSKI, J.J. (Org.) Dicionário Paulo Freire. 4. Ed. Ver. Amp. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

CORRÊA, V. R.. Método Silábico: do passado à atualidade. In: FARIA, Dóris Santos de. (Org.). Alfabetização: práticas e reflexões; subsídios para o alfabetizador. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2003.

FARIA, D. S. de. A Título de algumas conclusões. In: FARIA, Dóris Santos de. (Org.). Alfabetização: práticas e reflexões; subsídios para o alfabetizador. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2003.

FERNANDES, C. Amorosidade. In: STRECK, D. R.; REDIN, E.; ZITKOSKI, J. J. (Org.). Dicionário Paulo Freire. 4. ed. Ver. Amp. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários á prática educativa. 12 ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

FREIRE, P. A importância do ato de ler. 23. ed. São Paulo: Cortez, 1989.

FREIRE, P. Pedagogia da Esperança. Um reencontro com a pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

FREIRE, P. Educação como prática de liberdade. 25. ed. São Paulo: paz e Terra, 2001a.

FREIRE, P. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. 9. Ed. São Paulo: Paz e Terra, 2001b.

FREIRE, P.; MACEDO, D. Alfabetização: leitura do mundo, leitura da palavra. 2. Reimp. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1994.

FERRARO, A. R. Analfabetismo. In: STRECK, D. R.; REDIN, E.; ZITKOSKI, J. J. (Org.) Dicionário Paulo Freire. 4. ed. Ver. Amp. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

FERRARO, A. R. Analfabetismo e alfabetização no Brasil: tendência secular e questões metodológicas. In: SANTOS, M. L. L. dos; DAMIANI, F. Eloisa. Onde estão eles? Desvelando o analfabetismo no Brasil. Passo Fundo: UPF, 2005.

GIROUX, H.. A escola crítica e a política cultural. 3. ed. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1992.

GROSSI, E. ; SECUNDINO, F. Alfabetizar Adultos em três meses. In: FARIA, Dóris Santos de. (Org.). Alfabetização: práticas e reflexões; subsídios para o alfabetizador. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2003.

LEMLE, M. Guia teórico do alfabetizador. 16. ed. Ed. Ver. Atual. São Paulo: 2004. (Série Princípios)

LONGHI, S. M.; DAL MORO, S. M. Analfabetismo: um retrato da questão em âmbito nacional e regional. In: SANTOS, M. L. L. dos; DAMIANI, F. Eloisa. Onde estão eles? Desvelando o analfabetismo no Brasil. Passo Fundo: UPF, 2005.

LÚDKE, M; ANDRÉ, M. Pesquisa em educação: abordagem qualitativa, 9º. São Paulo: EPU, 1986.

MINAYO, M. C. S. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: MINAYO, Maria. C. S (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2001. p. 09-29.

MOURA, T. M. de M. Alfabetização e Letramento na formação de alfabetizadores de jovens e adultos. In: MOURA, Tânia Maria de Melo. A formação de professores para a Educação de Jovens e Adultos: dilemas atuais. 2. ed. Belo Horizonte: autêntica editora, 2016.

SANTOS, J. J. R. dos. Saberes Necessários para a Docência na educação de Jovens e Adultos. 2011. Tese (Doutorado no Programa em Educação) – Pontifícia Universidade Federal Do Rio Grande Do Norte, Natal, 2011.

SANTOS, M. L. L. dos; DAMIANI, F. Eloisa. Introduzindo novas e antigas discussões: desvelando a rede do analfabetismo. In: SANTOS, M. L. L dos; DAMIANI, F. Eloisa. Onde estão eles? Desvelando o analfabetismo no Brasil. Passo Fundo: UPF, 2005.

SOARES, M. B. Alfabetização e letramento: caminhos e descaminhos. In: Pátio. Revista Pedagógica. Ano VII, nº 29. Editora Artes Médicas Sul Ltda, fevereiro/abril de 2004.

SOUZA, M. M. Coelho. O analfabetismo no Brasil sob o enfoque demográfico. IPEA: Brasília, 1999. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15741999000200007&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 26 de março de 2020.

SOUZA, M. L.. Alfabetização de jovens e adultos: negações, resistências e desafios. In: Revista Brasileira de Alfabetização – Abalf. Belo Horizonte, MG, v. 1. n. 11, p. 15-31, jul./dez. 2019.

WELLER, W.; ZARDO, S. P. Entrevista Narrativa com especialistas: aportes metodológicos e exemplificação. In: Revista FAEEBA: educação e contemporaneidade I. Vol1, nº 1 (jan./jun). Salvador: UNEB, 1992. p. 131-143.

WELLER, W. Grupos de discussão na pesquisa com adolescentes e jovens: aportes teórico-metodológicos e análise de experiência com o método. In: Educação e Pesquisa: Revista de Educação da USP. São Paulo, v. 32, nº 2, p. 241-260, mai/ago, 2006. Disponível em: www.scielo.br/pdf/ep/v3n2/a03v32n2.pdf. Acesso em: 09 abr. 2020.

ZITKOSKI, J. J. Ser Mais. In: STRECK, D. R.; REDIN, E.; ZITKOSKI, J. J. (Org.) Dicionário Paulo Freire. 4. ed. Ver. Amp. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

Downloads

Publicado

21/05/2022

Como Citar

ANDRADE, M. E. B., & ESTRELA, S. C. (2022). DO ANALFABETISMO À ALFABETIZAÇÃO DE PESSOAS JOVENS, ADULTAS E IDOSAS EM PAULO FREIRE: “LER A PALAVRA” PARA REESCREVER SUA HISTÓRIA. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 13(37). https://doi.org/10.26514/inter.v13i37.4851

Edição

Seção

Artigos