Sobre o ciclo de políticas: uma análise do programa estadual de novas oportunidades de aprendizagem (Penoa/SC)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v12i35.6019

Palavras-chave:

Políticas educacionais. Ciclo de Políticas. PENOA/Santa Catarina.

Resumo

O artigo tem por objetivo investigar a perspectiva dos profissionais envolvidos com o Programa Estadual de Novas Oportunidades de Aprendizagem (PENOA) acerca dos avanços e desafios decorrentes de seu processo de implementação, no período de 2013 a 2017, em uma escola pública do estado de Santa Catarina, pertencente à Gerência Regional de Educação de Chapecó. De abordagem qualitativa, trata-se de estudo de caso, que fez uso de entrevistas semiestruturadas com os responsáveis pelo Programa na Secretaria de Educação e na escola pesquisada. Para tratamento analítico dos dados, fundamenta-se na perspectiva teórico-metodológica do Ciclo de Políticas, que considera três contextos de análise. No contexto de influência, observa-se que o Programa vem responder às discussões internacionais propostas pela Organização para Cooperação e o Desenvolvimento Econômicos (OCDE) para questões educacionais no estado de Santa Catarina. Os resultados indicam que as orientações previstas no contexto da produção do texto não foram implementadas no contexto da prática da forma como idealizadas. Observa-se na realidade escolar pesquisada a naturalização do fracasso como responsabilidade individual do estudante que não aprende, e que por sua vez, contribuiu para o fracasso do próprio Programa.

Biografia do Autor

Fabiola Cardoso Cecchetti, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Mestra em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).  Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Infância, Educação e Escola (GEPIEE/UFSC). Professora efetiva nos anos iniciais da rede estadual de ensino de Santa Catarina. 

Diana Carvalho de Carvalho, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Doutora em Educação pela PUC/SP. Professora titular da Universidade Federal de Santa Catarina, Departamento de Metodologia do Ensino, credenciada no Programa de Pós-Graduação em Educação, na linha de pesquisa Educação e Infância. Atualmente compõe a equipe editorial da Revista Perspectiva (revista do Centro de Ciências da Educação da UFSC). Coordena o Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Infância, Educação e Escola (GEPIEE), cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq desde 2001, sediado na UFSC. Atua nos seguintes temas de pesquisa: educação, infância, psicologia da educação e formação de professores para os anos iniciais da escolarização.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011. 229p.

BRASIL. Ministério da Educação. Ensino fundamental de nove anos: orientações para a inclusão da criança de seis anos de idade Brasília: FNDE, Estação Gráfica, 2006.

DUSO, Ana Paula. O Banco Mundial e a indução de políticas educacionais: um recorte a luz do ciclo de políticas. In: SUDBRACK, Edite Maria. Políticas Educacionais: condicionantes e embates na educação básica. Frederico Westphalen: Uri, 2014. p. 7-216.

FRANCO, Maria Laura Puglisi Barbosa. Análise de conteúdo. Brasília, 2ª edição: Liber Livro Editora, 2005. 79p.

HENTZ, Paulo. Eixos Norteadores da Proposta Curricular. In: SANTA CATARINA. Secretaria de Estado da Educação. Secretaria de Estado da Educação e do Desporto. Proposta Curricular de Santa Catarina: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio: Disciplinas Curriculares. Florianópolis: Cogen, 1998. p. 15-16.

MAINARDES, Jefferson. Abordagem do Ciclo de Políticas: uma contribuição para a análise de políticas educacionais. Educação e Sociedade, , v. 27, n. 94, p. 47- 69, jan./abr. 2006.

PATTO, Maria Helena Souza. A produção do fracasso escolar: histórias de submissão e rebeldia. 4ª Edição, revista e aumentada. São Paulo: Intermeios, 2015.

SANTA CATARINA. Secretaria de Estado da Educação. Portaria nº 28, de 25 de julho de 2013. Institui normas de inserção de alunos na rede estadual de ensino no programa novas oportunidades de aprendizagem – PNOA Florianópolis, 25 jul. 2013

______.Portaria nº 45, de 12 de dezembro de 2013. Institui normas de inserção de alunos na rede estadual de ensino no Programa Novas Oportunidades de Aprendizagem, no ano de 2014. Florianópolis, SC, 12 dez. 2013.

______.Secretaria de Estado da Educação. Secretaria de Estado da Educação. Programa Estadual Novas Oportunidades de Aprendizagem.2016. DIEB/SED.

SILVA, Nadir Peixer da. Alfabetização em classe de aceleração. 2001. 138p. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Florianópolis.

Downloads

Publicado

02/11/2021

Como Citar

Cecchetti, F. C., & de Carvalho, D. C. (2021). Sobre o ciclo de políticas: uma análise do programa estadual de novas oportunidades de aprendizagem (Penoa/SC). INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 12(35), 1065–1090. https://doi.org/10.26514/inter.v12i35.6019