A formação de professores e os saberes matemáticos no curso de Pedagogia da UFPel – 1978 a 2000

Autores

  • Circe Mary Silva da Silva Universidade Federal de Pelotas
  • Marta Cristina Cezar Pozzobon

DOI:

https://doi.org/10.26514/inter.v12i36.6542

Palavras-chave:

Matemática. Currículo. Formação de Professores para os anos iniciais.

Resumo

Este artigo objetiva responder à pergunta investigativa: Quais saberes matemáticos foram propostos no currículo do curso de Pedagogia da UFPEL de 1978 a 2000 para a formação do professor que ensina Matemática nos anos iniciais? Para a análise dos saberes matemáticos presentes na formação de professores, quais sejam, os saberes a ensinar, e os saberes para ensinar, foram mobilizados os estudos de Hofstetter e Schneuwly (2017), desenvolvidas pela equipe de Pesquisa em História Social da Educação da Universidade de Genebra. Concluímos que o currículo, como configurado, nas décadas de 1980 e 1990, visava atender à formação disciplinar e profissional do futuro professor dos anos iniciais, com disciplinas específicas de saberes matemáticos a ensinar e outras dedicadas, especialmente, aos saberes matemáticos para ensinar, portanto, os saberes ensinar e para ensinar estavam presentes nas disciplinas de formação do professor que ensina Matemática nos primeiros anos escolares.

Biografia do Autor

Circe Mary Silva da Silva, Universidade Federal de Pelotas

Circe Mary Silva da Silva é professora aposentada da Universidade Federal do Espírito Santo (BR). Trabalha como professora na Universidade Federal  de Pelotas (BR). É membro do Grupo Brasileiro de Pesquisas em História da Educação Matemática (GHEMAT). Suas pesquisas centram-se na História da Matemática, na História da Educação Matemática e  na Educação Escolar Indígena. Já publicou mais de 60 artigos científicos em periódicos, 23 capítulos de livros e 9 livros. Recentemente, publicou os livros: Matemática e Prática Cultural Indígena, em coautoria com Ligia Sad, Curitiba,  Appris, 2019 e,  Circe Mary Silva da Silva; Elisabete Burigo, Andréia Dalcin; Diogo Rios; Luiz Pereira; Maria Fischer (Ed.) Saberes Matemáticos nas Escolas Normais do Rio Grande do Sul: 1889-1970, São Leopoldo, Oikos, 2020. 

Marta Cristina Cezar Pozzobon

Licenciada em Pedagogia (1994) e Matemática (2004) pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Mestrado em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (1997) e Doutorado em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2012). Atualmente é Professora Adjunta na Universidade Federal de Pelotas, atua nos cursos de Licenciatura em Matemática e Mestrado em Educação Matemática. Coordena a área de Matemática - Ensino Fundamental do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). Atuou em escolas de redes municipais, estaduais e privadas com a Educação Básica e no Ensino Superior atuou nos cursos de Matemática, Física e Pedagogia. Pesquisadora integrante dos Grupos de Pesquisa: GEEMAI/UFPel - Grupo de Estudos sobre Educação Matemática com ênfase nos Anos Iniciais; GEEM/UNIJUÍ/CNPq - Grupo de Estudos em Educação Matemática e GIPEDI/UNISINOS/CNPq - Grupo Interinstitucional de Pesquisa em Pedagogias, Docências e Diferenças. Realiza pesquisa em Educação Matemática, formação e docência(s) de professores que ensinam Matemática na Educação Básica.

Referências

BAUMANN, A. P. P. A atualização do projeto pedagógico nos cursos de formação de professores de matemática dos anos iniciais do ensino fundamental: licenciatura em Pedagogia e licenciatura em Matemática. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – UNESP-Rio Claro, 2013.

BARBARESCO, C.; COSTA, D. “Complemento Aritmético de um Número”: um Saber Matemático a Ensinar. Acta Scientiae, v. 21, p. 62-77, maio/jun. 2019. DOI: https://doi.org/10.17648/acta.scientiae.v21issEid5222

BERTINI, L. F., MORAIS, R. S.; VALENTE, W. R. A matemática a ensinar e a matemática para ensinar: novos estudos para a formação de professores. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2017.

BORBA, M.; ALMEIDA, H. R.; GRACIAS, T. A. Pesquisa em ensino e sala de aula: diferentes vozes em uma investigação. Belo Horizonte: Autêntica, 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2017.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, s, p. 177-229, 1990.

CRAHIM, S. C. S. Aprender para ensinar matemática: uma proposta para cursos de pedagogia. Dissertação (Programa de Mestrado Profissional em Educação Matemática da Universidade Severino Souza), Vassouras, 2013.

CURI, E. Formação de professores polivalentes: uma análise do conhecimento para ensinar matemática e de crenças e atitudes que interferem na constituição desses conhecimentos. 278f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.

FERREIRA, V. L.; PASSOS, L. F. A disciplina estatística no curso de pedagogia da USP: uma abordagem histórica. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 41, n. 02, p. 461-476, abr./jun. 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/s1517-97022015041819

FLUGGE, F. C. Potencialidades das narrativas para a formação inicial de professores que ensinam matemática. Dissertação. (Mestrado em Educação Matemática, UNESP-Rio Claro), 2013.

GATTI, B.; NUNES, M. N. Formação de professores para o ensino fundamental: estudo de currículos das licenciaturas em pedagogia, língua portuguesa, matemática e ciências biológicas. Coleção Textos FCC, vol. 29, 2009.

GODOY, E. V. Currículo, cultura e educação matemática: uma aproximação possível? Campinas, SP: Papirus, 2015.

GODOY, E. V. Currículo, cultura e educação matemática: uma aproximação possível? In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA (ENEM), 11, Paraná, Curitiba, PR. Anais... Curitiba: Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2013, p. 01-16.

HOFSTETTER, R.; SCHNEUWLY, B. Saberes: um tema central para as profissões do ensino e da formação. In: HOFSTETTER, R.; VALENTE, W. R. (org.). Saberes em (trans)formação: tema central da formação de professores. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2017.

JESUS, A. C. G. Formação de professores formadores: concepções e práticas em disciplinas da área de matemática do curso de pedagogia. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências e Matemática da Universidade Federal de Goiás. Goiânia, 2015.

LÍDIO, H. Uma metacompreensão acerca da formação inicial do professor que ensina matemática. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e em Matemática da Universidade Federal do Paraná). Curitiba, 2016.

MEDINA, D. Como ensinar matemática nos primeiros anos escolares em tempos de Movimento da Matemática Moderna? Diálogo Educacional, Curitiba, v. 16, p, 403-422, maio/ago. 2016. DOI: https://doi.org/10.7213/dialogo.educ.16.048.DS07

MORAES, Ceres Marques; BEZERRA, Manoel Jairo; SOUZA, Julio Mello. Apostilas de Didática Especial da Matemática. Rio de Janeiro: MEC, Campanha de Aperfeiçoamento e Difusão do Ensino Secundário- CADES, 1959.

MORAIS, M. P. S. B. A disciplina matemática a partir da visão curricular no curso de licenciatura em Pedagogia. Dissertação. (Programa de Pós-Graduação em Educação e Ciências na Amazônia, Universidade do Estado do Amazonas), Manaus, 2013.

OLIVEIRA, F. da C. A formação matemática de acadêmicos do curso de Pedagogia da Universidade Federal de Santa Catarina: limites, desafios e possibilidades. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica da Universidade Federal de Santa Catarina), Florianópolis, 2018.

ROMANELLI, O. de O. História da Educação no Brasil: (1930/1973). Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2010.

SHULMAN, L. Conocimiento y ensenãnza: fundamentos de La nueva reforma. Profesorado: Revista de curriculum y formación del professorado, v. 9, n. 2, p. 1-30, 2005.

SERRAZINA, M. L. M. Conhecimento matemático para ensinar: papel da planificação e da reflexão na formação de professores. Revista Eletrônica de Educação, v. 6, n.1, maio, p. 266-283, 2012.

SILVA, C. S. B. da. Curso de Pedagogia no Brasil: história e identidade. 3.ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

SILVA, M. R. I. S. A Matemática na Pedadogia da FFCL- USP e FNFI (1939-1961). Dissertação (Programa de Pós-graduação em Educação e Saúde da Universidade Federal de São Paulo), Guarulhos, 2013.

SOKOLOWSKI, M. T. História do curso de pedagogia no Brasil. Comunicações, v. 20, n. 1, jan./jun., p. 81-97. 2013. DOI: https://doi.org/10.15600/2238-121X/comunicacoes.v20n1p81-97

TORRES, M. L. A formação de professores nos ISEs: uma experiência alternativa em questão. 2007. 265 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

UTSUMI, L. M. S. Um estudo sobre os saberes formativos do formador de professores de matemática do curso de graduação em Pedagogia – licenciatura. Tese (Doutorado em Educação da Universidade Metodista de São Paulo) São Bernardo do Campo, 2016.

VALENTE, W. R. História da Educação Matemática: interrogações metodológicas. REVEMAT – Revista Eletrônica de Educação Matemática, v. 2.2, p. 28-49, 2007.

VALENTE, W. R. Os saberes para ensinar matemática e a profissionalização do educador matemática. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 17, n. 51, p. 207-222, jan./mar., 2017. DOI: https://doi.org/10.7213/1981-416x.17.051.ao04

VALENTE, W. R.; BERTINI, L. de F.; MORAIS, R. dos S. Novos aportes teórico-metodológicos sobre os saberes profissionais na formação de professores que ensinam Matemática. Acta Scientiae, Canoas, v. 19, n. 2, p. 225-235, mar./abr., 2017.

Downloads

Publicado

2021-12-13

Como Citar

da Silva, C. M. S., & Cezar Pozzobon, M. C. . (2021). A formação de professores e os saberes matemáticos no curso de Pedagogia da UFPel – 1978 a 2000. INTERFACES DA EDUCAÇÃO, 12(36). https://doi.org/10.26514/inter.v12i36.6542

Edição

Seção

Artigos Temáticos