PLANTIO ILEGAL DE SOJA TRANSGÊNCIA NO ENTORNO DO PARQUE NACIONAL DA SERRA DA BODOQUENA

Geisikélly Medeiros Palácios, Loreci Gottschalk Nolasco

Resumo


O Parque Nacional da Serra da Bodoquena é uma Unidade de Proteção Integral, que se encontra em área de superposição de duas Reservas da Biosfera: o Cerrado e a Mata Atlântica. Em razão disso, possui rica biodiversidade, como solos férteis, o que atrai a prática de atividades agrícolas essencialmente degradadoras. Tais circunstâncias estimularam a criação devasta legislação para a defesa e proteção do bioma e da Unidade de Preservação em referência, especialmente no tocante à proibição do cultivo de transgênicos na região, tendo em vista os riscos ao meio ambiente e à saúde humana que os organismos geneticamente modificados apresentam. Assim, através de levantamento bibliográfico, a pesquisa objetiva analisar a abrangência da Mata Atlântica no Estado de Mato Grosso do Sul, especificamente nas cidades de Jardim e Bonito, localizadasno entorno do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, bem como identificar se há ocorrência de plantio ilegal de soja transgênica nessa região e, em decorrência, levantar prováveis impactos ambientais à biodiversidade desse Bioma ocasionados pelo cultivo de organismos geneticamente modificados.

PALAVRAS-CHAVES: Mata Atlântica. Serra da Bodoquena. Transgênicos. Soja. Organismos geneticamente modificados. Impactos ambientais.

 

ABSTRACT: The Serra da Bodoquena National Park is an Integral Protection Unit, located in the area of two Biosphere Reserves: the Cerrado and the Atlantic Forest. As a result, it has rich biodiversity, such as fertile soils, which attracts the practice of essentially degrading agricultural activities. Such circumstances have stimulated the creation of vast legislation for the protection and protection of the biome and the Preservation Unit, especially with regard to banning the cultivation of transgenic crops in the region, in view of the risks to the environment and human health that organisms genetically modified. Thus, through a bibliographical survey, the research aims to analyze the range of the Atlantic Forest in the State of Mato Grosso do Sul, specifically in the cities of Jardim and Bonito, located around the Serra da Bodoquena National Park, as well as to identify if there is occurrence of planting of transgenic soybeans in this region and, as a result, raise probable environmental impacts to the biodiversity of this Biome caused by the cultivation of genetically modified organisms.

KEYWORDS: Atlantic forest. Serra da Bodoquena. Transgenic.Soy. Genetically modified organisms. Environmental impacts.

Texto completo:

PDF

Referências


AQUI TEM MATA. < http://aquitemmata.org.br/#/busca/ms/Mato%20Grosso%20do%20Sul/Jardim> Acesso Jan. 2018.

AQUI TEM MATA. < http://aquitemmata.org.br/#/busca/ms/State%20of%20Mato%20Grosso%20do%20Sul/Bonito> Acesso Jan. 2018.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Riscos.< http://www.mma.gov.br/component/k2/item/7511-riscos> Acesso Jan. 2018.

CANAL RURAL. A força do Campo. IBAMA flagra soja transgênica na Serra da Bodoquena, no MS. Acesso Mar. 2017.

CANDIDO, Everton Ramos Pires. Organismos geneticamente modificados e o princípio da precaução no estado democrático de Direito. Conteúdo Jurídico, Brasília-DF, 26 ago. 2013. . Acesso Dez. 2016.

FILHO, Manuel Alves. Transgênicos podem oferecem riscos para a biodiversidade. Jornal da Unicamp. < http://www.unicamp.br/unicamp/ju/651/transgenicos-podem-oferecer-riscos-para-biodiversidade> Acesso Fev. 2018.

FURTADO, Rogério. Controvérsia dos OGMs nos 30 anos da Engenharia Genética. Agrisustentável. 2003.< http://www.agrisustentavel.com/trans/controversia.htm> Acesso Jan. 2018.

GMO OMG. Direção: Jeremy Seifert: Jeremy Seifert, Joshua A. Kunau, 2013. Documentário online (90 min).

GOMES, Magno Federici; MESQUITA, Leonardo Paiva de. Sociedade de risco, sustentabilidade para gestão e princípio da precaução. Revista do Direito, Santa Cruz do Sul, v. 3, n. 50, p. 16-33, set. 2016. ISSN 1982-9957.. doi:http://dx.doi.org/10.17058/rdunisc.v3i50.7863.

GREENPEACE. Transgênicos, perigo a agricultura e para a biodiversidade: Ruim para o produtor e para o agricultor.2016. Acesso Nov. 2016.

GUERRA, Miguel Pedro; NODARI, Rubens Onofre. Plantas transgênicas e seus produtos: impactos, riscos e segurança alimentar (Biossegurança de plantas transgênicas). Scielo. Acesso Jan. 2018.

IBAMA. Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis em Mato Grosso do Sul. Informação Técnica nº 1/2018-DITEC-MS/SUPES-MS.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas. Mapas. Acesso Mar. 2017.

ICMBIO. Parque Nacional da Serra da Bodoquena. Pl2003 de Manejo.

IHU On-line. Transgênicos no Brasil. 10 anos depois o debate continua. Revista do Instituto Humanitas Unisinos. São Leopoldo. N º 432 - Ano XIII - 18/11/2013 - ISSN 1981-8769. Acesso Jan. 2018.

INPE. INPE e SOS Mata Atlântica divulgam dados do Atlas dos Remanescentes Florestais. Acesso Mar. 2017.

MACHADO, Paulo Affonso Leme. Direito Ambiental Brasileiro. 21. ed. São Paulo: Malheiros Editores, 2013.

MACHADO, Paulo Affonso Leme. Direito ambiental brasileiro. 23. ed. São Paulo: Malheiros, 2015.

PIZELLA, Denise Gallo; SOUZA, Marcelo Pereira de Souza. Análise dos aspectos institucionais da regulação de OGMs no Brasil: boas práticas de governança ambiental? Desenvolvimento e Meio Ambiente, n. 25, p. 27-37, jan./jun. 2012. Editora UFPR.

RBMA. Revisão da Biosfera da Mata Atlântica – Fase VI/2008. Parte 3: Detalhamento da Proposta por Região e Estados. Mato Grosso do Sul. Mapas de Abrangência Fase V e Fase VI. Acesso Mar. 2017.

RIBEIRO, Ângelo Franco do N. Transformações na Paisagem no Planalto da Bodoquena: Alteração no uso do solo e as consequências para a atividade turística. VII Congresso Brasileiro de Geógrafos. Anais. Espírito Santo, 2013.

SARLET, Ingo Wolfgang. A proibição de retrocesso na proteção e promoção de um meio ambiente saudável. Revista Consultor Jurídico. Acesso Jan. 2018.

SCHUTTER, Olivier De. Relatório do Relator Especial sobre o direito à alimentação Olivier De Schutter. Missão ao Brasil 12 a 18 de Outubro de 2009. < http://terradedireitos.org.br/wp-content/uploads/2010/03/Relat%C3%B3rio-da-ONU-direito-%C3%A0-alimenta%C3%A7%C3%A3o.pdf> Acesso Jan. 2018.

SIQUEIRA, Lyssandro Norton. Os princípios de direito ambiental e a compensação ambiental no Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC). In: GOMES, Carla Amado. Compensação ecológica, serviços ambientais e proteção da biodiversidade. Lisboa: Instituto de Ciências Jurídico-Políticas, 2014. Cap. 5, p. 196-218.

SOS MATA ATLÂNTICA. Atlas da Mata Atlântica faz radiografia do desmatamento em Mato Grosso do Sul. Acesso em 12 mar 2017.

SOS MATA ATLÂNTICA. Atlas da Mata Atlântica. Atlas dos Municípios. Acesso Mar. 2017.

TAIT, Joyce. Risk governance of geneticaly modified crops – European and American Perspectives. Institute for the Study of Science, Technology, and Innovation, University of Edinburgh, Scotland. Chapter from book Risk Governance: Coping With Uncertainty in a Complex World (pp.133-153), January 2008 - DOI 10.1007/978-1-4020-6799-0_7.

THUSWOHL, Maurício. Grupo de seis empresas controla mercado global de transgênicos. Repórter Brasil. < http://reporterbrasil.org.br/2013/11/grupo-de-seis-empresas-controla-mercado-global-de-transgenicos-2/> Acesso Nov. 2016.

THUSWOHL, Maurício. Empresas ainda lutam para evitar a rotulagem de transgênicos no Brasil. Acesso Nov. 2016.

WEDY, Gabriel. O princípio constitucional da precaução: como instrumento de tutela do meio ambiente e da saúde pública. Belo Horizonte: Fórum, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN - 2318-7034

Curso de Direito da UEMS - Unidade Universitária de Dourados

Núcleo de Estudos e Pesquisas em Direito, Estado, Constituição e Direitos Fundamentais e Humanos - UEMS