A PSICOPATIA NO SISTEMA PENAL BRASILEIRO

Rhannele Silva Pieri, Priscila Elise Alves Vasconcelos

Resumo


O presente resumo pretende demonstrar que a psicopatia é considerada um transtorno de personalidade de comportamento. O alto índice de crueldade nos crimes cometidos pelos psicopatas é considerado um desafio pelas autoridades brasileiras. O objetivo é expor a forma pelo qual o Direito Penal trata do assunto e as possíveis lacunas e inobservâncias na aplicação das sanções. Esse trabalho também demonstra a falta de estrutura do Brasil para o cumprimento da pena dada aos psicopatas e concretiza a urgência de abertura de mais estabelecimentos direcionados ao tratamento dessas pessoas. Destaca-se, por fim, que após o cumprimento de sua pena, a volta do psicopata a convivência social apresenta riscos, haja vista a probabilidade de reincidência nos crimes e o oferecimento de riscos à vida de outros e de si mesmo.
PALAVRAS-CHAVE: Psicopatia; Direito Penal; Tratamento Ambulatorial

Texto completo:

PDF

Referências


CASOY, Ilana. Serial Killer – Louco ou Cruel. Editora Ediouro,

COHEN, Cláudio. Debate sobre crime e saúde mental. Disponível em:

https://www.cremesp.org.br/?siteAcao=Revista&id=509>. Acesso em: 24/07/2018

FERRAJOLI, Luigi. Direito e Razão: teoria do garantismo penal. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2002, p. 628.

MIELNIK, Isaac. Dicionário de termos psiquiátricos. São Paulo: Roca, 1987.

SILVA, Ana Beatriz Barboza: Mentes Perigosas: a psicopata mora ao lado. Rio de Janeiro: Fontanar. 2008.Diferentes tipos de estabelecimentos penais, CNJ. Disponível em: . Acesso em: 24/07/2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN - 2318-7034

Curso de Direito da UEMS - Unidade Universitária de Dourados

Núcleo de Estudos e Pesquisas em Direito, Estado, Constituição e Direitos Fundamentais e Humanos - UEMS